Sem solução: Clientes da Oi reclamam da qualidade do serviço de internet e telefone



Clientes da operadora Oi reclamam da qualidade dos serviços de telefonia e internet em Petrópolis, RJ. É o caso do nosso leitor Nelson Fonseca, morador da Rua Doutor Paulo Hervê, no Bingen. Por coincidência, pertinho da torre da operadora. 

"Minha esposa cuida da minha neta de apenas seis meses, não podemos ficar sem telefone e internet. Mas apesar de estar com uma conta de R$230,00 paga, há um ano não consigo resolver o problema gerado a cada chuva ou vento um pouco mais forte. Tudo para! A caixa da Oi já está velha, com ninho de passarinho e cada vez que alguém pede para mexer perdemos internet e telefone. Tudo que eu quero é que o nosso direito seja respeitado. Pagamos pelo serviço", comenta.

Problemas de ponta a ponta no município. 

"Chegamos a ficar vinte dias sem internet em Secretário", conta Carla Silva, que também convive com problemas na qualidade das ligações de telefones fixos. "A ligação é ruim, parece que a pessoa está falando de muito longe. Já troquei de aparelho, mas o problema é na linha", relata a comerciante, que afirma ter procurado o suporte da empresa, sem sucesso. "E no final do mês a conta vem normal", reclama.

Não conseguimos contato com a operadora. Há alguns dias, quando surgiram as primeiras reclamações, falei pessoalmente com Bernardo Sabrá, Coordenador Procon Petrópolis, órgão  destinado à proteção e defesa dos direitos e interesses dos consumidores. Bernardo orientou nossos leitores a procurar o Procon, localizado no número 33 da Rua Dr. Moreira da Fonseca, no Centro – ao lado da Câmara dos Vereadores, para que medidas cabíveis.

O atendimento também pode ser pelos telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477; pelo WhatsApp Denúncia (24) 98857-5837 ou pelo serviço de mensagens do Facebook, pela página do Procon Petrópolis e pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon.