Após denúncia de consumidora, Procon e Vigilância Sanitária descartam alimentos fora da validade de padaria do Centro



Ação conjunto entre o Procon Petrópolis e a Vigilância Sanitária resultou no descarte de 12,7 quilos de alimentos impróprios para consumo de uma padaria do Centro, Panificadora 5 Chaves. A ação de fiscalização ocorreu na manhã desta quarta-feira (01.11) após denúncias contra o estabelecimento que vendia produtos fora da validade e sem a correta identificação de origem aos clientes. À tarde, uma fiscalização realizada em duas agências bancárias, em Itaipava, não encontrou irregularidades.

            Denúncias que chegaram ao órgão de defesa do consumidor, mostravam até foto de alimentos mofados. Durante a ação, os fiscais encontraram massas de pizza, queijos, presuntos, mortadelas, frutas estragadas e até suco em pó sem fora da data de validade.  O estabelecimento também foi autuado e terá 10 dias para apresentar defesa sob pena de receber multas por conta da irregularidade. O local só foi autorizado a permanecer aberto porque todo o alimento impróprio foi apreendido e descartado.

            “Após as denúncias nos reunimos com a equipe da Vigilância Sanitária para proceder com fiscalização. No local encontramos não só os relatos, como outras coisas. Vamos manter firme as ações de fiscalização, com coerência, transparência e responsabilidade. Nosso objetivo é sempre manter a proteção absoluta nas relações de consumo e garantir aos petropolitanos condições de fazer suas compras sem preocupação”, explica o coordenador do Procon Petrópolis, Bernardo Sabrá.

Agências do Itaú e Santander, em Itaipava, adequadas à legislação

            O Procon também procedeu com uma fiscalização nas agências do Itaú e do Santander, em Itaipava. Em ambas, os fiscais do órgão constataram que os locais estavam adequados à Lei Municipal 5.763/2001 – as agências atendiam os clientes em menos de 30 minutos, tempo apropriado considerando a véspera do feriado de Finados.

Essa ação realizada pelo Procon já é a quarta fiscalização realizada pelo órgão em agências bancárias. Na primeira, que aconteceu em 14 de setembro, no Centro, a fiscalização constatou a irregularidade em uma agência do banco Itaú e duas do Bradesco; na segunda, feita em 4 de outubro, os fiscais multaram o Santander, na Paulo Barbosa e o Itaú, na Rua Teresa. A terceira os fiscais constataram o cumprimento da legislação em uma agência o banco Bradesco, no Bingen, e em duas do Itaú, uma no Itamarati e outra em Corrêas.

A ação desta quarta, verificou o cumprimento da legislação municipal que determina às agências bancárias disponibilizar pessoal suficiente para atender em até 15 minutos seus clientes – as únicas exceções acontecem em vésperas de feriados e pós-feriados, quando o tempo máximo permitido pode chegar a 30 minutos. A punição é de 200 Unidades de Fiscalização do Município de Petrópolis (UFPE), aplicado aos bancos com as irregularidades.

O Procon disponibiliza atendimento pela página do órgão no Facebook Procon Petrópolis, e pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Há ainda a opção de fazer denúncias pelo WhatsApp, pelo número 98857-5837 ou pelos telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. A sede do Procon fica na Rua Dr. Moreira da Fonseca, 33, ao lado da Câmara dos Vereadores. A unidade de Itaipava funciona no Centro de Cidadania, na Estrada União e Indústria, 11.860.