Anderson Juliano confirma que Secretaria de Educação vai assumir a direção da Creche da Mãe Comerciária



O secretário de Educação, Anderson Juliano, participou de uma reunião com as mães dos alunos atendido pela Creche da Mãe Comerciária na última terça-feira (31.10). Anderson Juliano esclareceu que o município vai assumir a direção da Creche da Mãe Comerciária a partir de janeiro de 2018. A decisão ocorreu após um entendimento entre o Sindicato dos Comerciários e a Secretaria de Educação. A iniciativa garantirá que as 158 crianças, de até cinco anos que estão matriculadas na creche, continuem a ser atendidas integralmente. Durante o encontro o presidente do Sindicato dos Empregados do Comércio, Ernani Corrêa, explicou o Sindicato enfrentaria dificuldades para continuar com a administração da creche no próximo ano.

“O Sindicato está e sempre esteve preocupado com o bem-estar das crianças. Com as mudanças na lei trabalhistas, o Sindicato se deu conta que não poderá manter sozinho essa administração. Fomos muito bem recebidos na prefeitura que prontamente se ofereceu para dar continuidade a esse trabalho garantindo, inclusive, os empregos dos funcionários da creche. É importante salientar que essa parceria impedirá o fechamento da creche. Estamos discutindo sobre essa questão com o poder público há mais de seis meses e a transição será feita da melhor forma possível”, explicou.

O secretário de Educação garantiu a continuidade do atendimento das 158 crianças que estão na creche. “O prédio será alugado e os funcionários poderão continuar se assim desejarem. Uma diretora e orientadora da rede municipal de Educação serão destinadas a tomar conta do lugar e nós respeitaremos a fila de espera por vagas nesse espaço que será enviada pelo Sindicato e entrará no site da prefeitura no ano que vem”, disse.

Anderson Juliano explicou aos pais que está analisando a melhor maneira de atender às famílias dentro do horário diferenciado. “Estamos vendo que de forma vai ocorrer o funcionamento. Por isso fiz questão de conversar com as mães, para entender as necessidades delas e das crianças”, destacou.

            “Temos atualmente mais de 3 mil crianças à espera por vagas em Centros de Educação Infantil e sabemos o quanto é importante garantir que essas crianças sejam bem tratadas enquanto os responsáveis estão trabalhando. Para atender a demanda por vagas, estamos fazendo uma reorganização na rede municipal e buscando recursos federais para a construção de novos Centros de Educação Infantil”, disse Anderson Juliano.

O encontro foi importante para esclarecer a situação junto aos pais. “Essa reunião foi importante porque esclareceu aspectos que estavam nos deixando preocupadas, como o funcionamento do próprio local, por exemplo. Com a garantia de que a unidade vai permanecer aberta, ficamos mais tranquilas”, disse a mãe de um aluno da instituição, Cristiane Ferreira.     Também participaram da reunião os integrantes do Sindicato dos Empregados no Comércio, Álvaro Monteiro, José Lopes e Miriam Procópio.