Governo Rossi e Hospital Santa Teresa estudam implantação de Unidade de Acidente Vascular Cerebral



Petrópolis dará um grande passo na assistência a pacientes com Acidente Vascular Cerebral, doença que mais mata no país com 100 mil mortes ao ano. O município, em conjunto com o Hospital Santa Teresa, está elaborando um projeto para implantação de uma unidade específica para este atendimento que oferecerá no hospital particular, além da assistência cirúrgica, a internação com 10 leitos de clínica médica. Hoje, o hospital com média mensal de 200 cirurgias por mês, é referência nas operações de alta complexidade como ortopédicas, cardiovasculares e neurológicas. 

O prefeito Bernardo Rossi, acompanhado do secretário de Saúde, Silmar Fortes, do diretor corporativo da Associação Congregação de Santa Catarina, Vinícius de Oliveira e do diretor do HST, Leonardo Menezes, apresentou na última semana ao secretário de Saúde do Estado, Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior, as ideias iniciais do projeto que já foi aprovada pelo secretário do Estado.

“Esse é um passo muito importante, pois estamos fortalecendo uma parceria com o maior hospital do município em um tratamento de alta complexidade e que atinge a muitos petropolitanos. Com certeza teremos mais agilidade para realizar as cirurgias e oferecer um acompanhamento aos pacientes com mais segurança”, avalia o prefeito Bernardo Rossi.

“O hospital é referência na cidade e toda a ampliação de atendimento com a expertise do Santa Teresa é bem-vinda”, afirma o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior.
Com 60 dos seus 156 leitos voltados para o atendimento ao Sistema Único de Saúde, o HST é responsável por 3 mil internações/ano pela rede pública, dos quais 1.250 são atendimentos de emergência. Dos 60 leitos destinados ao SUS, 23 recebem pacientes que precisam de tratamento intensivo (UTI) e outros 37 para internações em enfermaria.


O secretário de Saúde Silmar Fortes explica que o trabalho está sendo realizado em conjunto há pelo menos três meses e agora está mais próximo da concretização.

“Fizemos algumas reuniões com a equipe e direção do Hospital Santa Teresa que prontamente nos atendeu e mostrou também o interesse em assistir a nossa população com um tratamento de qualidade. Vamos ajustar o projeto e reapresentar ao secretário de Estado para iniciarmos o processo de credenciamento”, anuncia Silmar Fortes.

 O diretor executivo do Hospital Santa Teresa, Leonardo Menezes, destacou a parceria entre a unidade e o governo municipal."O Hospital Santa Teresa, solidário às necessidades do município, se comprometeu no início do ano em aumentar o número de cirurgias eletivas regulares, que já vínhamos realizando. Acreditamos que, dessa forma, podemos colaborar com a população petropolitana e a prefeitura na busca por melhores condições de saúde da nossa população", afirma Leonardo Menezes.