Crise: CPTrans faz auditoria e encontra mais dívidas

Diferença foi encontrada comparando as dívidas alegadas no balanço feito pela gestão anterior e o valor real informado pela Receita Federal



As dificuldades encontradas pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) são ainda maiores do que as apontadas pelo balanço fiscal da empresa, feito no ano passado, pela gestão anterior. A atual administração havia encontrado um passivo de quase R$ 33 milhões, mas auditoria fiscal encontrou valor adicional de R$ 689.217,01, que será somado ao passivo, referente à diferença encontrada no comparativo entre as dívidas alegadas pela gestão anterior, no ano passado, e o real valor informado pela Receita Federal.

A incompatibilidade se refere às dívidas tributárias – impostos e contribuições a pagar – auditada pela administração em 2016 com lançamentos do regime do ano anterior. Agora, a atual gestão deverá lançar a diferença encontrada no balanço de 2018, referente ao ano de 2017 nas contas da companhia, justificando o erro no regime de competência da gestão anterior.

- Isso mostra o total despreparo e falta de comprometimento com os recursos da companhia. Deixaram a CPTrans completamente sucateada, sem sequer deixar claro o real valor do passivo nas contas da mesma. Isso é um desrespeito com a empresa pública, porém, mais do que isso, com a população, que carece dos serviços da companhia e que, por vezes, não o tem porque precisamos pagar as contas herdados para recuperar o crédito e conseguir efetuar um trabalho digno do que os petropolitanos merecem”, critica o atual diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

A auditoria fiscal nas contas da companhia foi realizada utilizando os padrões usuais com a aplicação de testes e exames sobre operações, livros, registros, documentos, posições contábeis e controles subsidiários. O serviço foi executado diante da série de informações desencontradas entre o que a antiga gestão deixou e o cenário real encontrado pela atual equipe da companhia.

- A CPTrans se encontra em uma posição extremamente delicada e isso compromete diretamente a capacidade da companhia e levar melhorias para à população que exija investimento de recursos. Essa auditoria também encontrou uma série de outras irregularidades que estamos resolvendo. Buscamos fortalecer a companhia e, assim, conseguir resultados realmente significativos para a população - destaca o diretor técnico e operacional da CPTrans, Luciano Moreira.