Atrações do Natal Imperial serão custeadas por de empresas e Prefeitura entra com iluminação das ruas e prédios: Teto da licitação é de R$ 2,5 milhões

       

           MATÉRIA: ASCOM/PMP - A prefeitura abriu licitação para escolha da empresa que vai ficar responsável pela montagem da iluminação de Natal, uma das ações do Natal Imperial, programação que será realizada de 1º de dezembro a 6 de janeiro. O teto da licitação é de R$ 2,5 milhões, mas a expectativa é de que – conforme todas as licitações realizadas este ano pela prefeitura - o valor seja menor. O pregão, presencial, vai ser realizado dia 13 de novembro, às 10h, no Centro Administrativo da Barão do Rio Branco.

            Os recursos para a iluminação de Natal são oriundos da Contribuição de Iluminação Pública (CIP) e só podem ser usados na área de iluminação da cidade.

Este ano, já foram investidos R$ 3 milhões na manutenção dos 40.805 pontos de luz na cidade.  Mais de 7 mil estavam apagados e voltaram a funcionar e os demais estão passando por revisão e troca de lâmpadas.  Novos investimentos e ampliação serão feitos assim que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) liberar processo licitatório para escolha da empresa que executará o serviço.

“A expectativa é de que também haja economia nesta licitação e é importante para a cidade o investimento no turismo”, aponta o secretário de Administração, Marcus Von Seehausen.

“Petrópolis já poderia estar no mesmo patamar de Gramado (RS) que realiza seu 32º Natal de Luz. A prática começou aqui no governo Fadel, seguiu em governos posteriores, mas acabou sendo esvaziado, diminuído até acabar, no ano passado. Vamos resgatar um Natal iluminado como forma de movimentar o turismo e aquecer a economia”, anuncia Marcelo Valente, à frente da TurisPetro.

A iluminação vai ser feita nas ruas, praças, prédios históricos e prédios municipais. A prefeitura vai estimular ainda que comércio e rede hoteleira também participem, assim como casas particulares, com luzes de Natal, o que também podem ser consequência de uma campanha para o final de ano iluminado e que seja referência no calendário do estado nos próximos anos.

“A prefeitura, com a CIP, vai custear apenas a iluminação. Toda a programação que vai ser desenvolvida em 40 dias na cidade é fruto de patrocínios que estão sendo fechados. Petrópolis vai ter uma programação voltada para os corais, para os autos de Natal, e para a cultura, com viés na captação de turistas”, antecipa o presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo.

Petrópolis iluminada para o Natal e iluminada nas comunidades
  
Petrópolis iniciou 2017 com o desafio de melhorar a iluminação publica. Em quatro meses de trabalho, desde julho, quando a prefeitura assinou contrato emergencial para que a cidade voltasse a ter iluminação pública, 7.184 pontos de luz voltaram a funcionar. Mais de 100 locais já receberam as equipes de manutenção. A meta é rever todo o parque da cidade, com mais de 40 mil pontos de luz.
“Alguns bairros viviam um apagão. Só na Posse recuperamos 172 pontos”, afirma o secretário de Serviços Públicos e Segurança, Djalma Zanuzzi.

 O Departamento de Iluminação Pública havia estabelecido como meta consertar 60 pontos de luz por dia. No entanto, a empresa contratada está conseguindo colocar em funcionamento 87 pontos em média. Com isso, todos os cinco distritos já voltaram a ter iluminação pública em funcionamento.
Ampliação dos pontos de iluminação e modernização da rede também estão previstas nas ações da prefeitura. A administração municipal aguarda aprovação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para licitação que vai apontar empresa que ficará responsável pelo serviço.

A empresa anterior operou apenas de janeiro a abril deste ano. No quarto mês de 2017 a empresa abandonou o contrato após ter sido questionada pela prefeitura quanto a valores a maior que estava cobrando em serviços executados.