Prefeitura inicia cadastramento para fornecer cadeiras de rodas e próteses gratuitamente à população



Garantindo a assistência aos portadores de deficiência do município, a partir de segunda-feira (04.09) a população poderá solicitar gratuitamente materiais ortopédicos – órteses e próteses, e meios auxiliares de locomoção – muletas, cadeiras de rodas e andadores no setor de protocolo da Secretaria de Saúde. O sistema de entrega, que antes era realizado pela Assistência Social, passa ser regulado pela Saúde e com mais vantagens:  ampliando para mais de 100 os itens disponíveis na tabela SUS.

Para solicitar os materiais é preciso apresentar prescrição de um médico, enfermeiro, fisioterapeuta ou terapeutas ocupacionais e a cópias dos seguintes documentos – cartão do SUS, Identidade, CPF, comprovante de residência e no caso de menores de idade - certidão de nascimento e a cópia dos documentos de identidade dos pais. A solicitação poderá ser realizada pelos usuários diretamente no setor de protocolo que funciona na Secretaria de Saúde de 8 às 16h30.

O fornecimento dos materiais ortopédicos ocorrerá através da Associação Fluminense de Reabilitação (AFR) que formalizou uma parceria junto à prefeitura de Petrópolis em julho. A associação fornecerá órteses - aparelho que auxilia e corrigem um órgão ou função deficiente, próteses - aparelho que substitui a perda de um segmento do corpo e meios auxiliares de locomoção - muletas, cadeiras de rodas, bengalas e andadores.Após a regulação, a AFR terá um prazo de até 60 a 90 dias para efetuar a entrega.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes, explica que o processo de regulação foi priorizado atendendo à uma solicitação do prefeito Bernardo Rossi. Estima-se que 15% dos moradores de Petrópolis tenham algum tipo de deficiência.

“Essa conquista é de grande importância para o município que agora proporcionará mais acessibilidade e independência a essa população. A atenção e cuidados aos portadores de deficiência é uma prioridade do nosso prefeito, por conta disso realizamos no último mês a elaboração de todos os fluxos e protocolos para podemos iniciar o fornecimento dos materiais a todos que necessitam”, anuncia Silmar Fortes.

A superintendente de Regulação, Controle e Avaliação, Adriana Vogel reforça que o acesso ao serviço de concessão de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção é feito por meio da Central de Regulação da Secretaria de Saúde.

“Tantos os que necessitarem de um equipamento pela primeira vez quanto os que precisarem trocar o que tiver em uso será preciso apresentar a prescrição de um médico, enfermeiro, fisioterapeuta ou terapeutas ocupacionais. No caso de pacientes internados, o próprio médico que atende o paciente faz o encaminhamento para os familiares apresentarem junto à Secretaria. Esse encaminhamento será cadastrado e o material solicitado à AFR que tem de 60 a 90 dias para realizar a entrega”, explica Adriana Vogel.

População terá unidade de referência para tirar dúvidas

O atendimento para população tirar dúvidas sobre como solicitar a prescrição médica ou proceder ao encaminhamento junto ao protocolo pode ser realizado pelos telefones (24) 2246-3088 ou (24) 2246-9195 todas as segundas-feiras de 8 às 16h30. A superintendente de Atenção à Saúde, Fabíola Heck explica que na UBS Quitandinha todas as segundas, no mesmo horário, haverá um profissional para atender a população.

“A população poderá ligar ou então ir pessoalmente à unidade para tirar as suas dúvidas. Teremos dois profissionais na UBS preparados para orientar sobre o processo. O principal objetivo com a regulação dos materiais ortopédicos é dar ao paciente maior independência e autonomia em todos os aspectos de sua vida. O importante é que ele compreenda o que aconteceu com seu corpo e perceba que pode reestruturar sua vida utilizando uma cadeira de rodas ou outro meio auxiliar para sua locomoção”, comenta Fabíola Heck.

Comentários