Novo aplicativo para táxis de Petrópolis começa a funcionar hoje

fonte: Diário de Petrópolis 



Por Philippe Fernandes: Acompanhar a evolução tecnológica e oferecer maior praticidade e conforto para os clientes. Com este objetivo, um taxista de Petrópolis criou o aplicativo “Táxi Net Petrópolis”. A iniciativa permite que os passageiros possam chamar o serviço de transporte individual pelo celular, com segurança e rapidez. O aplicativo foi lançado hoje (24) e já está disponível para as plataformas Android e iOS. A expectativa é que, neste primeiro momento, 50 veículos de toda a cidade participem do projeto.

A iniciativa foi do taxista Kléber Soares, que atua no ponto da Praça Dom Pedro há seis anos. A ideia partiu da necessidade de inovar o serviço de táxis, que sofreu uma grande transformação nos últimos anos por conta das evoluções tecnológicas, e às ameaças da chegada de serviços concorrentes, como a Uber.

- Há uns três meses, realizamos audiências públicas na Câmara Municipal, justamente para dar uma ‘chacoalhada’ na classe, para melhorar o atendimento e o serviço. Numa dessas audiências, recebemos a sugestão de que deveríamos nos unir, já que, apesar de termos uma associação, nem todos os taxistas são filiados e atuar em prol da categoria. Foi aí que surgiu a ideia de fazer um aplicativo. Várias cidades, até de porte menor já tinham esses serviços, e nós ficamos pra trás – disse Kléber.

O taxista conta que, a partir daí, começou a conversar com outros colegas do mesmo ponto, organizou algumas reuniões e percebeu que a ideia da criação de um aplicativo empolgava a todos – mas a execução, que envolvia a contratação de uma empresa, com um alto custo para montar o projeto de um aplicativo, nem tanto. Após um tempo, Kléber levantou os valores e chegou à conclusão de que era possível fazer o aplicativo por conta própria e, depois de pronto, somar adesões.

- Contratei uma empresa do Rio, assinamos contrato e eles desenvolveram o projeto, liberando o aplicativo no último dia 18. Desde então, estamos fazendo o trabalho de publicidade junto aos taxistas para explicar o que é o projeto, para que eles baixem o aplicativo e participem – disse, esclarecendo que, para os profissionais do táxi, o custo do aplicativo será apenas para garantir a operacionalidade do sistema.

Kléber lembrou que, desde que começou a trabalhar no táxi, há seis anos, muita coisa mudou.

- Estamos com uma nova filosofia, porque a nossa profissão hoje é totalmente diferente do que era há alguns anos. Agora, temos uma nova maneira de acionar o profissional de transporte individual. Sem o aplicativo, as únicas formas de se chamar um táxi é se a pessoa estiver nas proximidades do ponto, se tiver o telefone de um taxista conhecido ou se for para a rua e tentar chamar um veículo. Por isso, penso que a adesão será muito boa, o novo sistema vai gerar confiança do passageiro com o profissional – acredita.



Pagamento com cartão mesmo em táxis sem máquina



Uma das inovações do serviço é que como a compra é feita pelo aplicativo, via internet, os passageiros poderão pagar a passagem utilizando o cartão de crédito, mesmo nos veículos que não disponibilizam a máquina de cartões. Para o passageiro, basta cadastrar o número no aplicativo.



Segurança



O novo aplicativo promete também maior segurança para os passageiros e taxistas, que hoje sofrem com uma grande quantidade de assaltos. Com o novo serviço, os trabalhadores terão os passageiros cadastrados com seus dados (como nome, telefone e e-mail) armazenados. Segurança também – e principalmente – para quem embarca: ao solicitar uma corrida, ele terá acesso a todas as características do veículo e do condutor, além do tempo que vai levar para o veículo chegar ao local solicitado.

- Hoje, se você (taxista) é acionado por telefone, à noite, você não conhece o passageiro, e, dependendo da região, fica com medo, pois estão acontecendo algumas ocorrências de assaltos na cidade. Esse sistema vai gerar maior segurança, tanto para o taxista quanto para o passageiro, além de garantir um dinamismo maior ao serviço. Da mesma forma, o cliente se sentirá mais seguro ao ter acesso à foto do motorista, à placa do carro, todas as características do veículo. Além disso, vai saber também em quantos minutos o taxista vai chegar ao local de destino – disse Kléber.

O recibo, em vez de sair no papel, é enviado em instantes, após o pagamento, via e-mail, com o valor da corrida e o trajeto realizado.



Aplicativo só para táxis



Kléber destaca que o aplicativo é unicamente para táxis e que o cadastro de veículos particulares não será aceito.

- Inclusive, para garantir a confiabilidade do sistema, o cadastro para o taxista pede diversos documentos, inclusive o do registro junto à CPTrans (Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes) – afirmou o idealizador do projeto.

Comentários