Governo do Rio prevê pagamento do 13º e salário em atraso até 6 de outubro



FONTE: JORNAL EXTRA - A homologação do Regime de Recuperação Fiscal trouxe a confiança que há tempos não se via entre os integrantes do governo do Rio quanto aos salários dos servidores do Estado. Em conversas privadas, a projeção mais otimista é de quitar o 13º salário de 2016 e de manter os salários mensais em dia até a primeira semana de outubro. Isso será possível graças ao empréstimo de até R$ 3,5 bilhões que terá como garantia as ações da Cedae. 

Nos bastidores, o que se diz é que mais de 11 instituições financeiras já demonstraram interesse em participar do leilão. O secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa, apresentou um cronograma até a obtenção do empréstimo.

— Será nos mesmos moldes, com as adaptações necessárias. A previsão é de concluir o edital na próxima semana. Vamos publicá-lo e, após oito dias, será realizado o leilão — disse Barbosa.

Ontem, o governador Luiz Fernando Pezão, ao lado do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e de Barbosa, apresentaram o programa a secretários, deputados e chefes de poder. Meirelles fez projeção semelhante a respeito da chegada do empréstimo.

— Estamos confiantes que em até 30 dias o Rio tenha os recursos necessários para colocar suas contas em dia — disse o ministro.

Após a realização do leilão, o resultado será levado à Secretaria do Tesouro Nacional e ao Ministério da Fazenda para avaliação. Somente com o aval de ambos em mãos é que o Rio poderá receber os valores do leilão.

— Entrou o dinheiro na conta e no dia seguinte é feito o crédito na conta dos servidores — prometeu Barbosa.