​Rua Teresa terá controlador de estacionamento na sede da Arte

Profissional será o único a conceder a gratuidade na região
Medida acaba com problema de não encontrar o profissional nas vias




​  ​A partir deste sábado (12.08) um controlador de estacionamento ficará baseado na sede da Associação da Rua Teresa (Arte) para emitir gratuidade, tirar dúvidas de petropolitanos e turistas e resolver pendências relacionadas às vagas de rotativo. A medida acaba com a necessidade de ir até o escritório da Sinalpark, no Terminal do Centro. A medida vai proporcionar mais conforto aos compradores da região, uma vez que o espaço oferece água, banheiros e bancos para aguardarem.

            A novidade também atende a uma solicitação dos lojistas da Rua Teresa. De acordo com a presidente da Arte, Cláudia Pires, isso irá acabar de uma vez por todas com a reclamação dos visitantes em não encontravam um controlador para ter a gratuidade concedida. Além disso, os demais controladores poderão atender de maneira mais eficiente os outros pontos da própria Rua, Aureliano Coutinho e Visconde de Bom Retiro.

            “É uma conversa que já estávamos tendo e que, agora, se concretizou. Sem dúvidas isso será importante, porque a principal reclamação sobre esse assunto era não identificar os profissionais. Esse problema fica resolvido, além de garantir mais conforto a todos que utilizam o estacionamento nesta área. Ficamos felizes em saber que as demandas da Rua Teresa estão sendo resolvidas”, elogia Cláudia.

            A medida foi possível após a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) determinar a melhoria para a área e atender a demanda. O controlador ficará no ponto fixo na segunda-feira de 14 às 18h e de terça a sábado, de 9 às 18h – horários compatíveis com a abertura das lojas da Rua Teresa e do entorno.

            “Precisamos garantir que a gratuidade a qual a população tem direito está sendo garantida. Isso é direito e o petropolitano e turista têm direito a esse benefício. A CPTrans está atenta às demandas da população e buscando a melhor forma de resolver cada situação”, pontua o diretor-presidente da companhia, Maurinho Branco.

            A gratuidade na área é concedida para quem realiza compras na Rua Teresa, Aureliano Coutinho e Visconde de Bom Retiro. Nesses casos, o valor mínimo de consumo deve ser de R$ 60 em compras, válido por uma hora e, no máximo cinco horas estacionado, comprovando o consumo de R$ 300. Para conseguir o benefício, é necessário seguir algumas regras: é preciso que haja, ao menos, três pessoas em veículo de passeio com 16 anos ou mais. No caso das vans, devem ter, no mínimo, sete pessoas.

Para o restante da cidade, a gratuidade é concedida comprovando o gasto, por nota fiscal, de no mínimo R$ 12 no período em que esteve estacionado. O motorista deve abordar o controlador e terá o dinheiro ressarcido no ato da emissão do bilhete, imediatamente.

Compra dos bilhetes pode ser feita com controladores ou virtualmente
Os controladores do rotativo estão com um equipamento portátil para fazer a cobrança do estacionamento, caso o motorista encontre dificuldades no uso do parquímetro – equipamentos queaceitam moedas ou cartão eletrônico. Este cartão pode ser adquirido na sede da empresa SinalPark (Rodoviária do Centro), naCPTrans, nos pontos de venda fixos ou ainda com os controladores do rotativo.

O motorista também pode optar pelos canais virtuais e fazer a compra com o cartão de crédito. As opções são a internet (www.estarpetropolis.com.br), central de atendimento por telefone (0800 941 3444) ou ainda SMS (27317). Já o aplicativo para smartphone, DigiPare, outra opção para a compra e utilização pode ser baixado para celulares das plataformas Android e iOS.