ONU elege Petrópolis como cidade resiliente do mês de agosto nas Américas



Reconhecimento aconteceu pelo trabalho desenvolvido no Plano Inverno 2017 de Petrópolis

A Organização das Nações Unidas (Onu) elegeu Petrópolis como cidade resiliente do mês de agosto nas Américas por conta do Plano Inverno 2017. O anúncio foi feito na quarta-feira (29.08) pelo órgão. O projeto orienta e traça um plano de contingência para o combate aos incêndios florestais que atingem Petrópolis no período de estiagem. Dentro do plano, existe uma matriz de responsabilidades que indica as ações a serem tomadas por cada órgão participante em caso de uma catástrofe ambiental.

“Esse é um trabalho de longo prazo, mas já estamos colhendo alguns frutos importantes. Nosso trabalho é voltado para a prevenção de desastres. O reconhecimento da Onu mostra que estamos no caminho certo. Ao mesmo tempo, estamos buscando recursos para obras de contenção em Brasília. Todos esses esforços são para fazer de Petrópolis uma cidade mais segura”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

Recentemente, Petrópolis foi uma das duas cidades do Estado do Rio de Janeiro indicadas pela ONU como cidade com potencial de se transformar em modelo mundial para redução de riscos de desastres, ao lado de Niterói. As Nações Unidades listaram 50 municípios nas Américas, sendo sete no Brasil. O secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, lembra que o trabalho realizado em Petrópolis já segue as linhas propostas pelo órgão.

“Desde o início da gestão, estamos realizando diversos trabalhos de prevenção, como o Plano Inverno e a campanha Xô Mosquito. Ganhamos também o prêmio Sasakawa - a maior distinção do mundo para ações de Defesa Civil concedida pela ONU - pelos resultados obtidos no projeto Gides/Jica com os japoneses. O nosso objetivo é transformar Petrópolis em uma cidade resiliente, com uma resposta cada vez mais eficaz aos problemas. Acredito que estamos no caminho certo”, disse Paulo Renato.

A Onu indica o prêmio como forma de promover o trabalho dos governos que participam da campanha “Construindo Cidades Resilientes: Minha Cidade está se preparando". Todo final de mês uma cidade é escolhida e recebe o prêmio de acordo com as propostas para a gestão de riscos de desastres.