quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Alfredo Pachá ficará interditada a partir de sexta-feira por conta do Bunka-sai



Padre Siqueira terá mão invertida durante os dias de evento

            A Rua Alfredo Pachá ficará interditada a partir desta sexta-feira (11.08) por conto do Bunka-sai. O evento em homenagem à cultura japonesa acontece até domingo (13.08) – período em que a rua ficará com o trânsito alterado. Como alternativa para quem utilizaria o trecho, a Rua Padre Siqueira terá a mão invertida, passando a funcionar no sentido Roberto Silveira. A mudança segue o modelo bem-sucedido utilizado durante os 10 dias de Bauernfest e visa minimizar o impacto do trânsito na região, além de garantir a segurança do público da festa.

            Durante os dias de festa, que começa já na quinta (10.08), equipes da CPTrans e da Guarda Civil serão mantidas nos arredores para garantir a fluidez dos veículos nas vias. No Palácio de Cristal o público terá a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a cultura milenar do Japão, com atividades como oficinas de origami, dança folclórica japonesa, o Bon-Odori, as artes marciais, show musical, artesanato, além de poder saborear a culinária típica oriental.

            “Tivemos um resultado muito positivo durante a Bauernfest e queremos repetir isso no Bunka-sai. O evento, embora não tenha a mesma dimensão da festa alemã, tem crescido ao longo dos anos e nossa intenção é que ele cresça ainda mais. Com a interdição da Alfreda Pachá e abertura da Roberto Silveira acreditamos que petropolitanos e turistas que visitarem a festa conseguirão acessá-la com facilidade”, explica o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

A inversão no trânsito beneficiará, principalmente, quem segue dos distritos e tem como destino o Quitandinha ou o Bingen. Para quem não for à festa, no entanto, a CPTrans indica caminhos alternativos, como a utilização do trecho entre Itaipava e o Bingen, que além da BR-040, tem como opção a passagem subindo o Quarteirão Brasileiro e saindo no bairro Mosela. A opção se dá também para quem precisar fazer o caminho contrário.

“Petrópolis tem opções de rotas alternativas, para quem quer evitar o trânsito. Entre o Bingen e o Quitandinha, por exemplo, há a passagem pelo Vila Militar, chegando ao Valparaíso. Outra opção de passagem para o Valparaíso é a utilização da Comunidade Oswaldo Cruz – que dá acesso ao Cemitério Municipal. Entre o Itamarati e o Quitandinha, a rota alternativa é o Alto da Serra, pela Rua Santos Dumont”, orienta o diretor técnico operacional da companhia, Luciano Moreira.

Durante o monitoramento da equipe da CPTrans, poderá haver mudanças pontuais no trânsito a fim de minimizar o impacto à população.

Ônibus de turismo - Os ônibus de turismo terão lugar garantido para embarque e desembarque na lateral da Rua Visconde de Mauá. Já os estacionamentos dos veículos serão nas ruas Roberto Silveira, Padre Siqueira, Avenida Tiradentes e Rua Teresa. Caso haja necessidade, as equipes da CPTrans irão ampliar o número de vagas.​

Nenhum comentário: