Vereador acompanha famílias em visita as obras das unidades habitacionais do Vicenzo Rivetti



As obras de construção de unidades habitacionais do Vicenzo Rivetti, seguem em ritmo acelerado. A previsão é de que os 776 apartamentos destinados as famílias beneficiadas pelo aluguel social, sejam entregues no primeiro semestre de 2018. Na manhã desta quarta-feira (12/07), o vereador professor Leandro Azevedo, junto com líderes do Movimento por Aluguel Social e Moradia e representantes do Centro de Defesa dos Direitos Humanos – CDDH, estiveram no local, numa visita guiada pela secretária de Assistência Social Denise Quintela e secretário de Obras, Ronaldo Medeiros.

“O trabalho está avançado e, inclusive, tivemos a oportunidade de conhecer um apartamento piloto, totalmente pronto. Foi gratificante e estou muito satisfeito em ver que a obra iniciada pelo governo do PSB está tendo continuidade pela atual administração e, em breve, levará tranquilidade a centenas de famílias que, há anos, sonham com esse momento”, disse o vereador professor Leandro Azevedo, que também preside a Comissão dos Direitos Humanos. “As novas moradias vão contribuir para a redução do déficit habitacional da cidade”, complementa o vereador.

Representante das famílias, Cláudia Renata Ramos, destacou a qualidade das unidades. “Por fora, não dava para ter noção do que estava sendo feito. Hoje fomos surpreendidos, principalmente pela qualidade da obra. Gostamos muito do que vimos, como o acabamento, por exemplo. Mas, o mais importante é que tivemos todas as informações necessárias, inclusive, previsão de entrega”, disse Cláudia.

Pelo projeto, três por cento das moradias são adaptadas e serão destinadas a portadores de necessidades especiais. Cada um dos apartamentos conta com dois quartos, sala, cozinha e banheiro, num condomínio com quadra esportiva, salão de festas e vagas de garagem.

Mas, nesse momento, uma das preocupações é com o pagamento dos aluguéis sociais do estado, atrasado há mais de um mês. Na sexta-feira, as lideranças envolvidas com o tema, inclusive o vereador professor Leandro Azevedo, participam de uma reunião no Núcleo de Terras e Habitação, da Defensoria Pública, no Rio de Janeiro. O objetivo é discutir o tema e saber quais serão os próximos passos a serem tomados para garantir o pagamento do benefício.

Comentários