sexta-feira, 14 de julho de 2017

Prefeitura formaliza parceria com a Associação Fluminense de Reabilitação



A prefeitura formalizou nesta quinta-feira (13.07) uma parceria junto à Associação Fluminense de Reabilitação (AFR), para fornecer gratuitamente à população, materiais ortopédicos – órteses e próteses, e meios auxiliares de locomoção – muletas, cadeiras de rodas e andadores. Estima-se que 15% dos moradores de Petrópolis tenha algum tipo de deficiência. Por conta disso, o prefeito Bernardo Rossi determinou que o processo de regulação para o fornecimento dos materiais seja realizado ainda este mês pela Secretaria de Saúde do município.  encontro foi realizado na Prefeitura com as Superintendências da AFR e da Secretaria de Saúde.

“Para nós é fundamental essa parceria no fornecimento das próteses, cadeiras de rodas, entre outros materiais, mas é importante, também, pensarmos em um espaço em que essas pessoas possam ser assistidas e passar por acompanhamento e tratamento com fisioterapeutas. Temos aí o desafio para a Saúde em realizar um estudo para tentarmos viabilizar uma unidade do CER em Petrópolis”, disse Bernardo Rossi.

Uma equipe da Secretaria de Saúde será enviada ao Rio de Janeiro na próximaterça-feira (18.07) para iniciar o processo de regulação junto à Secretaria de Saúde de Niterói. A superintendente de Atenção à Saúde, Fabíola Heck avalia que após a capacitação, o município poderá oferecer os materiais ortopédicos no início de agosto.

“Nossa equipe passará por essa capacitação para regular a oferta de todos os materiais disponíveis na tabela SUS. Pelo novo fluxo, a população poderá solicitar os materiais ortopédicos no posto de saúde. Essa solicitação será encaminhada para a central de regulação da Secretaria de Saúde onde haverá todo um protocolo a ser seguido para viabilizar junto à associação”, explica Fabíola Heck.

O superintendente da Associação Fluminense de Reabilitação, Telmo Holz explica que atualmente há1.800 pacientes em tratamento, dos quais 700 são crianças com comprometimento neurológico, gerando mais de 20 mil atendimentos mensaise se disponibilizou a auxiliar o município a implantar um Centro Especializado em Reabilitação.

“Nós podemos trazer um modelo de gestão para Petrópolis para implantar uma unidade do CER no município, mas é preciso um estudo de viabilidade. A população já está ganhando mais velocidade, assertividade e qualidade na parceria que firmamos com o fornecimento órteses (aparelho que auxilia e corrige um órgão ou função deficiente), próteses (aparelho que substitui a perda de um segmento do corpo) e meios auxiliares de locomoção (muletas, cadeiras de rodas, bengalas e andadores)”, disse Telmo Holz.



Nenhum comentário: