Prefeitura e Extra alinham medidas após incêndio para garantir manutenção dos empregos e reconstrução do prédio

Prefeitura quer volta à normalidade para todo o comércio da região



Medidas a serem adotadas após a extinção do incêndio no supermercado Extra para garantir empregos dos funcionários da loja da Paulo Barbosa, bem como sobre as ações necessárias para a normalização dos demais serviços na região, foram discutidas entre representantes da prefeitura e do supermercado no início da tarde de segunda-feira (24.07). Em uma segunda reunião logo em seguida as equipes operacionais – Segurança, Obras, Defesa Civil, Bombeiros, CPTrans, Desenvolvimento Econômico – começaram a definir metas para extinguir o incêndio, realocar ambulantes e restabelecer o pleno funcionamento do comércio da região.

“Os esforços, uma determinação do prefeito Bernardo Rossi, se concentram em manter os 148 postos de trabalho. Tivemos uma reunião inicial e nos próximos dias faremos novos encontros de trabalho para estudar quais medidas de incentivo a prefeitura pode oferecer para que o prédio seja reerguido o mais rápido possível e para que até lá os empregos estejam garantidos”, apontou o secretário-chefe de Gabinete, Renan Campos.

O gerente operacional do supermercado Extra na região, Luiz Louzada, reitera a posição da empresa. “Nossa preocupação é com o ser humano. Felizmente não tivemos feridos, o que é o mais importante e agora é a manutenção dos empregos”, afirmou. Os funcionários serão realocados para outras unidades da rede depois de férias coletivas.

A prefeitura também está empenhada para que a normalidade seja restabelecida em toda a região, onde há pelo menos 50 lojas mais próximas do local do acidente. “As equipes da prefeitura, bombeiros e do próprio Extra estão reunidas dentro das suas competências para que a região volte à vida normal em pouco tempo”, frisou Renan Campos.

Guarda Civil e Polícia Militar seguem fazendo policiamento do local e a CPTrans atua em apoio às alterações do trânsito.

Três máquinas da prefeitura – duas retroescavadeiras e um perfurador -  e outra do Extra estão auxiliando os Bombeiros a chegar ao foco do incêndio, no subsolo, onde o fogo é alimentado por produtos inflamáveis. Parte da fachada do supermercado e também paredes secundárias já foram derrubadas. Defesa Civil e Bombeiros procederão a perícias quando o incêndio for debelado. Bombeiros classificam como satisfatório o apoio com capacidade de água para controlar as chamas – e hidrante próximo.

            Avaliação preliminar realizada pelas equipes aponta que o prédio deve ser demolido. A medida vai garantir não só a segurança da população, mas também das equipes que estão atuando no combate ao incêndio. No entanto, a ação será definida apenas quando a vistoria feita em conjunto com a equipe do Extra for concluída. O Extra garantiu, no entanto, que irá reconstruir o prédio. Ainda não há previsão de quando a Rua Paulo Barbosa e Travessa Prudente Aguiar serão liberadas para a passagem de veículos.

Ambulantes retornam nesta terça-feira

Feira livre mantida na Souza Franco
Os 40 ambulantes que atuam na Praça Clementina de Jesus retornarão às atividades nesta terça-feira (25.07). As barracas serão alocadas em espaço a ser definido em uma reunião, às 17h, com a Associação dos Ambulantes. A categoria está sendo apoiada pelo Departamento de Trabalho e Renda (Detra) da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O Detra vai dar suporte para que os ambulantes façam a transferência para o novo local.
A feira livre da Rua Sousa Franco também está mantida nesta terça-feira (25.07). O departamento de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico está em comunicação com os feirantes e também conta com a CPTrans para a sinalização necessária no trânsito para a manutenção do espaço tradicional de venda de hortifruti da cidade.

Comentários