Vereadora propõe coletoras de lixo subterrâneas



A vereadora Gilda Beatriz apresentou indicação para a instalação de coletoras subterrâneas de lixo em Petrópolis. De acordo com ela, o novo modelo de coleta permite que os usuários depositem o lixo em entradas de resíduos,  podendo optar inclusive entre a destinação para cada tipo de lixo – orgânico e reciclável.

De acordo com a proposta, as coletoras ficariam a 1,5 metros acima do nível do solo, e o restante do sistema ficaria abaixo da superfície. A parte subterrânea aumenta o volume de armazenamento do dispositivo, sem ocupar espaço desnecessário nas vias. De acordo com Gilda Beatriz, a capacidade é de 700 quilos, aproximadamente.

Na hora da coleta, o fundo é erguido e o lixo armazenado nos contêineres é depositado nos caminhões que realizam a coleta. Todas as entradas possuem detecção do nível de refugo, o que evita a eliminação excessiva do esvaziamento desnecessário para a entrada dos resíduos.

- O novo sistema apresenta vários benefícios, como a redução de emissões de gás carbônico que são resultados do tráfego reduzido de veículo para fazer a coleta da cidade. Além disso, a reciclagem dos detritos pode ocorrer de forma mais eficiente, sem contar que evita a existência de pilhas disformes de resíduos e odores desagradáveis, além do entupimento das redes coletoras de águas pluviais e esgoto, o que traz benefício para a limpeza e para a imagem da área pública – disse Gilda, em sua justificativa.

Comentários