quarta-feira, 21 de junho de 2017

​Procon Petrópolis fiscaliza cobrança nos valores das diárias de hospedaria



O Procon Petrópolis está fiscalizando a cobrança das tarifas diárias de hotéis, pousados e hostels durante o período da Bauernfest. O objetivo é impedir que as hospedarias cobrem valores acima da margem limite de flexibilização, ação que fere o Código de Defesa do Consumidor (CDC). A iniciativa toma como prerrogativa a prática adotada pelo órgão estadual que chegou a multar hotéis durante a Olimpíada do Rio por conta de aumento da tarifa em até 3.000%.

Para isso, o Procon tem feito pesquisas em sites de reservas, além de realizar o levantamento dos valores adotados pelas hospedarias nas demais épocas do ano. Caso alguma denúncia chegue até o órgão com características que corroborem a cobrança abusiva nos valores da hospedagem, o órgão de fiscalização do consumidor poderá aplicar multas.

“A cobrança extorsiva mancha a imagem da cidade.  Estamos fiscalizando para que esse tipo de infração não aconteça em Petrópolis. Iniciamos agora nossa alta temporada e sabemos que é durante a Bauernfest que temos o melhor período para os hotéis e pousadas, por isso estamos de olho para garantir que o turista venha para a cidade e seja cobrado de maneira justa”, explica o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

​​No ano passado, o Procon estadual realizou um levantamento durante a Olimpíada na qual encontrou alteração na tarifa de cobrança de até 3.289% mais alta que o valor praticado na alta temporada, cujo acréscimo costumava ser de 30 a 50%. Petrópolis possui atualmente 115 meios de hospedagens, que comportam 6.444 leitos.

“O Código de Defesa do Consumidor prevê punição contra preços abusivos. Por isso, qualquer hotel que adote essas características será notificado a dar explicações para sabermos o motivo da cobrança. Se a justificativa não for aceitável, iremos advertir ou multar e caso o consumidor se sinta lesado pela cobrança, poderá ser ressarcido”, explica Sabrá. 

Nenhum comentário: