Defesa Civil inicia campanha de doação de agasalhos



A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias iniciou nesta quinta-feira (01.06), na Praça Dom Pedro, a campanha de doação de agasalhos e cobertores. Neste primeiro dia, foram recolhidas 57 peças de roupas, entre camisas de manga longa, calças e casacos. A iniciativa conta com o apoio da Secretaria de Assistência Social, que vai disponibilizar um posto de arrecadação no Centro de Cidadania em Itaipava, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860. A campanha segue até o dia 7 de julho, quando acontece uma Festa Julina Solidária na sede da Defesa Civil encerrando a programação.

A ação faz parte do Plano Inverno, que busca organizar e combater os incêndios florestais na cidade durante o período de estiagem. Seguindo a vertente da ajuda humanitária, a Defesa Civil realiza a campanha e todas as doações serão entregues para instituições de caridade.

“É com muito orgulho que iniciamos a campanha. Agradeço a colaboração da Assistência Social, que vai nos ajudar com todo o suporte necessário no momento de triagem e de entrega dessa material. Uma das vertentes mais importantes da Defesa Civil é a ajuda humanitária. O resultado para o primeiro dia é bastante positivo. Acredito que nos próximos dias, com a divulgação da campanha, os resultados serão ainda melhores”, destaca o secretário de Defesa Civil, coronel Paulo Renato Vaz.

Denise Quintella, secretária de Assistência Social, destacou a criação de um ponto de recolhimento em Itaipava, que vai atender também aos distritos. “Vamos colocar o Centro de Cidadania em Itaipava para ser um ponto de arrecadação nos distritos e assim ampliar o acesso da população desta região   à campanha. É importante termos esse trabalho integrado junto à Defesa Civil para auxiliarmos nas escolhas das instituições a receberem o material arrecadado”, comentou.

A iniciativa conta também com o apoio do Plantão da Solidariedade, programa apresentado pelo Padre Jac na Rádio Imperial de Petrópolis. “Toda forma de solidariedade é importante. Apoiamos as mais diversas ações, como a arrecadação de roupas, agasalhos e alimentos. Acredito que a campanha da Defesa Civil pode ajudar um grande número de pessoas na cidade”, considera o pároco.