Ronda Escolar: Visitas às escolas e conversa com os alunos



Desde quando voltou a funcionar, em fevereiro desse ano, a Ronda Escola já contabilizou 316 visitas nas escolas da rede municipal de Educação. Isso impediu, pelo menos, seis casos de brigas porque os guardas chegaram à porta da escola antes da ocorrência. O mesmo aconteceu com uso de drogas, quando dois casos, também na porta da escola, foram evitados. As visitas também renderam 31 conversas com os alunos, onde são repassadas orientações.

A aproximação com os alunos e o trabalho preventivo têm ajudado as diretoras e professoras das escolas da rede. Entre os profissionais da educação, o sentimento é de colocar os alunos no caminho certo, com amizade para com os colegas, respeito aos idosos e gosto pelos estudos.

A Ronda Escolar é feita por três carros, sendo que um deles atende exclusivamente a área de Itaipava. São até 24 homens, que revezam durante a semana e fazem o trabalho sempre em dupla. Vale destacar que a Ronda Escolar atua tanto de maneira preventiva quanto no atendimento de ocorrências comunicadas pelas escolas. Desde o reinício do serviço, em meados de fevereiro, 157 ocorrências foram registradas pela Guarda Civil, principalmente casos de consumo de álcool e drogas, desacato e agressão a funcionários e brigas entre alunos.

“Só temos motivos para agradecer e parabenizar o trabalho da Guarda Civil, principalmente no que diz respeito ao apoio dado às escolas. Os agentes conseguem se aproximar dos alunos de forma amigável e por intermédio da conversa, evitam conflitos. Já os professores e diretores sentem segurança quando precisam do apoio da Ronda Escolar”, disse o secretário de Educação, Anderson Juliano.

Desde abril, o serviço acontece de forma integrada com o Patrulhamento Motorizado Especial Escolar (Pamesp Escolar), realizado pela Polícia Militar. A Guarda Civil também realiza a operação “Lugar de criança e adolescente é na escola”, quando é feita ronda longe do perímetro escolar.

“Nós tivemos casos também de entrega de aluno em casa. Quando a gente resgata algum aluno fora do âmbito escolar, a gente entrega à família e os responsáveis devem atestar que foi entregue em segurança na residência”, disse a coordenadora da Ronda Escolar, a guarda civil Cláudia Conceição.

“A volta da Ronda escolar auxilia e apoia a estrutura das escolas. São profissionais com formação específica que transmitem segurança e apoio aos nossos alunos.  As visitas são periódicas as unidades escolares. Nesses encontros, os guardas costumam conversar com os alunos, questionando se está tudo bem, se disponibilizando em ajudá-los, se necessário. Há também a visita  em caráter extraordinário,  quando solicitada pela equipe gestora para auxiliar em problemas disciplinares ou para observação dos arredores das unidades escolares visando o bem estar e a segurança de nossos alunos”, explicou Simone Malheiros, diretora adjunta na Escola Municipal Magdalena Tagliaferro.

“Esse trabalho realizado pela ronda é essencial e nos ajuda muito. Eles conversam com a gente e com os alunos também. Pedimos o auxilio deles nas saídas de turno porque essa segurança é importante até mesmo para os pais. Esse apoio faz toda a diferença na rotina escolar”, contou Viviane Almeida, diretora adjunta da Escola Municipal Dr. Rubens de Castro Bomtempo.

Comentários