Redução da carga horária semanal para os servidores da Educação vai começar a valer em junho

  

Os 1.857 profissionais da rede municipal de Educação que atuam nos setores administrativos e de apoio terão a carga horária semanal de trabalho reduzida de 40 para 30 horas a partir de junho. O anúncio da redução da carga horária semanal foi feito no dia 1º de maio pelo prefeito Bernardo Rossi e já publicado em Diário Oficial. Serão beneficiados com a medida os zeladores, auxiliares de serviços gerais, auxiliares de secretaria, secretários escolares, cozinheiras, educadores de educação infantil e inspetores de disciplina.

            Para que a iniciativa seja implantada na rede sem prejuízo para o funcionamento das escolas, uma equipe da secretaria de Educação, junto com o Sepe - Sindicato dos Profissionais da Educação está percorrendo as escolas, fazendo um levantamento sobre o número de funcionários de cada unidade.

“Vamos fazer ajustes na rede para colocar em pratica as30 horas para os funcionários. Sabemos que será preciso fazer alguns remanejamentos, mas, a intenção é de que junho as trinta horas comecem a valer. Os vencimentos desses profissionais não serão alterados, mudando apenas a carga horária semanal”, pontua o prefeito Bernardo Rossi.

A medida foi tomada considerando a necessidade de melhoria das condições de trabalho, visando a prevenção de saúde dos profissionais da educação com uma jornada que possibilite além do trabalho acesso à formação e ao lazer. A redução da carga horária será estendida aos profissionais de apoio a secretaria de Educação, tanto na própria administração central, quanto nas unidades, incluindo o pessoal de apoio.

“Vale destacar que a redução da carga horária desses profissionais não causará prejuízos ao atendimento das unidades escolares, já que o funcionamento e atendimento ao público permanecerão inalterados. É um ganho para a categoria que luta por essa redução há muitos anos”, explica o secretário de Educação, Anderson Juliano.

“Agora vamos convocar mais 82 concursados – dos quais 60 professores - e também validar a prorrogação do concurso de 2015. Todas as ações vão ao encontro a nossa obrigação de valorização dos servidores. São aproximadamente 9 mil pessoas que fazem a máquina funcionar. Parabéns por esse dia”, afirmou Bernardo Rossi.

Comentários