Meio Ambiente vai dar prazo para quem estiver com documentação em atraso



A Secretaria de Meio Ambiente dará um prazo de 30 dias para quem estiver em atrasado como órgão público por falta de documentação para resolver a situação. Caso contrário, os processos serão arquivados. São pouco mais de 160 casos parados por esse motivo. No início da gestão, um balanço da Secretaria mostrou que haviam 1.798 processos sem solução. Desde janeiro, já foram resolvidos quase 500 casos.

O secretário de Meio Ambiente, Fred Procópio, explicou que o grande objetivo deste ano é zerar as demandas em atraso. “Estamos trabalhando para aumentar o quadro técnico e, dessa forma, zerarmos as licenças até o fim do ano. Nos casos em que a documentação está em atraso, os responsáveis terão 30 dias regularizarem a situação. Caso contrário, vamos arquivar esses processos”, explica.

Nesta semana, a equipe de fiscalização da Secretaria multou uma empresa na Rua Quissamã pelo corte irregular de duas árvores. Após a denúncia de moradores, os fiscais fizeram o flagrante.

“Chegamos na empresa e funcionários estavam fazendo o corte irregular de duas árvores. Como foi uma situação de flagrante, nós multamos a empresa. Nossa equipe também orientou qual seria o procedimento correto para realizar o corte”, explica o chefe de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente, Miguel Fausto.

Na quinta (04.05) e nesta sexta-feira (05) os fiscais atenderam a cinco denúncias, todas próximas ao Centro da cidade. Segundo Fred Procópio, a ideia é atuar e montar outras operações ao lado de outros órgãos públicos para coibir os crimes ambientais em Petrópolis.

“Estamos atuando de maneira estratégica para cuidar da nossa cidade. Nas próximas semanas, estaremos ao lado da Guarda Civil e da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) em novas operações. Já atendemos a mais de 400 denúncias só neste ano”, disse Fred Procópio.

Comentários