Fiscalização: Choque de Ordem no Bingen e no Centro tem 52 notificações de trânsito



Centro e Bingen receberam mais uma Operação de Choque de Ordem na noite desta sexta-feira (12.05). O trabalho foi realizado por Guarda Civil e Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans) e terminou com 52 notificações de trânsito. Além disso, quatro carros forram rebocados por estacionamento irregular e obstrução de via. Em outra ação realizada também sexta à noite, a Fiscalização de Posturas fechou dois estabelecimentos por falta de alvará.

O Choque de Ordem aconteceu nas ruas 13 de Maio, Nelson de Sá Earp e Alice Hervê. O objetivo foi o mesmo das edições anteriores: coibir irregularidades em locais de intensa movimentação de pessoas neste dia e horário, como bares.

Dois dos carros rebocados estavam atrapalhando a passagem de ônibus no Bingen. Os outros dois foram estacionados sobre calçadas na 13 de Maio e estavam com som alto. Os veículos foram levados para o pátio de veículos apreendidos, no Morin, e podem ser retirados após o pagamento das taxas de diária e de remoção. Durante a ação, não houve identificação de nenhum caso de oferta ou consumo de bebidas por menores de 18 anos ou apreensão de drogas. Ninguém foi levado para a delegacia.

“Continuamos nosso trabalho que já vem sendo desenvolvido ao longo do ano para não permitir que o lazer de uns seja o transtorno de outros. Nas últimas edições, não temos encontrado problemas relacionados a drogas e consumo de álcool por menores, mas ainda assim não vamos deixar de atuar para coibir esses e outros tipos de irregularidade”, afirmou o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

Fiscalização em bares de Cascatinha

Em outra ação no mesmo dia, dessa vez realizada pela Coordenadoria de Fiscalização de Posturas, ligada a Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP), dois bares foram interditados por falta de alvará de funcionamento: um no Quissamã e outro no Boa Vista. A operação aconteceu em conjunto com a Polícia Militar, que recebeu denúncias de som alto e tumultos nestes locais. Um deles promovia inclusive um show ao vivo.

Ambos não poderão funcionar enquanto os proprietários não regularizarem a situação junto à Secretaria de Fazenda - responsável por conceder os alvarás. Basta que o responsável procure a pasta para fazer uma consulta prévia sobre instalação deste tipo de estabelecimento no local e, então, dê entrada na documentação.

Outro bar, próximo à Matriz de Cascatinha, também foi alvo dos fiscais, que exigiram a retirada de mesas e uma churrasqueira colocadas sobre a calçada, atrapalhando a passagem de pedestres.

“O município não vai permitir o descumprimento do Código de Posturas, como acontecia anos atrás. A fiscalização vai ser constante para coibir qualquer irregularidade na cidade. Estamos contando com o apoio amplo da PM para isso e temos certeza que o resultado será excelente”, disse o secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi.

Comentários