quarta-feira, 3 de maio de 2017

Comunidade 1º de Maio comemora 30 anos com atividades culturais, esportivas e serviços públicos



Regularização fundiária para 600 famílias, palestras, atividades culturais e esportivas, e serviços públicos, marcaram a semana de comemorações pelos 30 anos da Comunidade 1º de Maio, celebrado na segunda-feira (1º.05). As três décadas de história da comunidade, desde a chegada dos primeiros moradores, foi exibida em um documentário. Durante as comemorações na comunidade, o prefeito Bernardo Rossi destacou a parceria entre município e Instituto de Terras e Cartografia do Estado do Rio de Janeiro (Iterj) para agilizar a regularização fundiária, que consolidará a propriedades das casas.

“A prefeitura está presente na comunidade, durante toda semana trouxemos ações de Saúde, Defesa Civil, Esporte, Cultura e serviços sociais. Conheço a história da Comunidade 1º de Maio e tenho muito carinho por ela. Continuaremos trabalhando para melhorar os serviços e também junto à equipe do ITERJ para que os moradores tenham a tranquilidade de possuir o documento de posse de suas casas”, disse o prefeito Bernardo Rossi.

Em reunião com moradores na última semana, representantes do ITERJ e da Prefeitura esclareceram dúvidas sobre o assunto e forneceram informações sobre questões pontuais de documentação ou da planta, que poderiam atrasar o processo. As questões passarão a ser resolvidas pela Secretaria de Obras e Habitação, o que dará mais celeridade ao processo, para que a entrega da documentação definitiva às famílias aconteça ainda este ano.

“Essa presença do poder público aqui é muito importante. Agradecemos aos moradores, que participaram ativamente das atividades, e ao prefeito Bernardo Rossi, que vem dando todo apoio à comunidade”, disse o presidente da Associação de Moradores, Amilton Oliveira, que mora no Madame Machado desde os 9 anos e viu a comunidade crescer nestes 30 anos.

Oficinas, palestras, atividades culturais e esportivas aconteceram na sede da Associação de Moradores. Na segunda as comemorações começaram com uma peregrinação e missa. Às 11h, moradores assistiram ao documentário, produzido pelo Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH- Petrópolis) e após, participaram de uma roda de conversa sobre a trajetória da comunidade.

A programação de aniversário teve ainda apresentação musical, de dança e um “aulão” de capoeira com o grupo abadá capoeira, que teve a participação de 50 crianças da comunidade. O graduado Caco do grupo abadá capoeira agradeceu o convite para realizar o evento e se colocou à disposição da Coordenadoria de Juventude para levar o “aulão” a outras comunidades.

“Foi muito gratificante participarmos e contribuirmos com a comunidade nessa data tão importante para o bairro, levamos esse evento para atrair jovens e crianças do bairro com esporte e lazer. Agradecemos a participação de todos do grupo Abadá Capoeira e ao presidente da Associação Amilton Oliveira pelo convite de fazermos parte dessa festa. Parabenizamos a comunidade do Madame Machado pelos seus 30 anos”, disse o coordenador de Juventude Wesley Barreto

Nenhum comentário: