Comissão de Educação e Sepe comentam avanços na Educação, prorrogação do concurso e convocação de concursados



O prefeito Bernardo Rossi assinou ontem, (01.05), Dia do Trabalhador, na sede da Prefeitura, o documento que garante a redução da carga horária de 40 horas para 30 horas semanais para os servidores que atuam nos setores administrativos e de apoio da Secretaria Municipal de Educação.

Para Rose Silveira, diretora do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe – Petrópolis), esse ato representa um passo importante na qualidade de vida do trabalhador.

“A redução da carga horária é uma luta da categoria há sete anos. A pesada jornada de trabalho desse setor traz grandes prejuízos à prefeitura com um elevado número de licenças médicas, readaptações em outras funções e aposentadorias precoces. Consideramos um avanço na qualidade de vida dos servidores e uma medida de prevenção à saúde do trabalhador. Não trabalhamos com peças ou máquinas, trabalhamos com seres humanos. O desgaste dos profissionais da educação é físico e mental. Além disso, esse é um dos quinze itens que constam na carta compromisso assinada pelo prefeito em sua campanha. Valorizar o profissional da educação é também proporcionar condições dignas de trabalho. Ganha o profissional e ganha a população. O horário de atendimento das escolas e CEIs continuará o mesmo”, explica.

Gilda Beatriz, presidente da Comissão de Defesa da Educação da Câmara de Vereadores, lembra que a luta pelos direitos dos trabalhadores é antiga, mas que este passo sinaliza a vontade do governo de valorizar os profissionais e investir na qualidade da educação.

“Implementar a redução da carga horária sem redução de salário não é fácil, exigiu muito do governo e do Sepe. Em 2015 cheguei a realizar Audiências Públicas, defendi os servidores contra perseguições e acompanhei sua luta para ter o direito a carga diferenciada que, em breve, será para toda a categoria e em toda a rede de educação. Essa é nossa luta”, frisa a vereadora, lembrando que outro grande avanço foi a convocação de 82 concursados. “Acompanhei a luta dos concursados e o desrespeito que enfrentaram na gestão anterior. Bernardo corrige hoje uma grande injustiça. Nossa luta agora é para implantar a redução de um terço na carga horária dos professores”, completa.

Segundo Rose Silveira, a convocação dos concursados é outro item que consta na “Carta Compromisso” assinada pelo prefeito ainda durante a campanha com o Sepe – Petrópolis.

“Essa medida garante o direito dos aprovados no concurso dentro do número de vagas iniciais e vem suprir a carência de professores, cuidadores e Interpretes de Libras. Garante também avanço para a implementação do tempo de planejamento previsto em lei para os docentes. Hoje essas funções estão ocupadas por contratos (ETJ), portanto a medida não aumentará os gastos na área. Outro compromisso cumprido pelo prefeito é a prorrogação do concurso de 2015 por dois anos garantindo a possibilidade de novas convocações durante o ano evitando as despesas de um novo concurso. Isso representa um investimento na qualidade da educação em nosso município. Todas essas medidas são resultado da negociação e do dialogo entre o governo e o Sepe.”

Comentários