Guarda Civil vai ampliar presença nos bairros, ganhar novos postos fixos e novos veículos para a Ronda Escolar



Após os primeiros 100 dias de governo, a Guarda Civil ainda tem desafios pela frente. O sucesso de várias ações para retomar a ordem e melhorar a estrutura administrativa da corporação servem de incentivo para aumentar, a partir de agora, a presença nos bairros, a formalização das parcerias para o canil, a retomada do Proppaz, ampliação da Ronda Escolar, entre outras ações. Outro objetivo é fechar o projeto para unificar as centrais de monitoramento da cidade, que será possível com verbas federais.  Na reforma administrativa da gestão Bernardo Rossi que está em curso, a Segurança ficará atrelada à Secretaria de Serviços Públicos com o objetivo de desenvolver uma série de ações, um choque de ordem conjunto e continuado.

            A Guarda Civil já conseguiu ampliar o número de câmeras que monitoram a cidade: passou de 20 (agora todas funcionando) para 31, incluindo as do ônibus de videomonitoramento e as do posto fixo da Praça da Liberdade. A criação da Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública, a partir da reforma administrativa, vai acelerar a conclusão do projeto para aproveitar a emenda de R$ 500 mil feita pela deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) ao orçamento da União e que foi recuperada pelo prefeito Bernardo Rossi.

            “Com essa verba, vamos conseguir montar o Centro Integrado de Comando e Controle, que vai permitir o trabalho unificado da Guarda, das polícias Civil e Militar, dos Bombeiros, da CPTrans (Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes) e da Defesa Civil. O nosso plano é trazer mais 20 câmeras já esse ano e alcançar 100 até o fim do governo”, explica o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

            A criação da Secretaria também vai trazer outro benefício: a futura pasta vai firmar convênio com uma oficina mecânica. Isso permitirá a revisão preventiva e vai impedir que se repitam problemas como o observado no início da gestão, quando apenas sete veículos estavam rodando a cidade – agora já são 20.

            Outro convênio que está sendo finalizado é o que formaliza as parcerias para o canil. Ainda em abril, deve ser apresentada toda a estrutura para os cuidados com cães que fazem o patrulhamento da cidade. Já existem acordos para ração, medicamentos, veterinária, adestramento, treinamento dos guardas e apoio técnico-operacional, mas sem vínculo formal, o que será mudado agora. Além disso, estão sendo construídas mais oito baias para abrigar mais cachorros e ampliar a matilha da Guarda.

Presença nos bairros

            Itaipava vai ganhar um posto fixo da Guarda no Parque Municipal. Atualmente, nove homens atendem o local, mas a estrutura será acrescida com dois carros, uma moto e uma viatura da Ronda Escolar que vão atender toda a região. Outra ação será expandir o choque de ordem nos bairros, atendendo pedido dos moradores.

            “Já fizemos uma edição em Cascatinha, Mosela e Bingen e a receptividade foi grande. Desde o início do choque de ordem, as pessoas têm pedido nossa presença também além do Centro e o nosso plano é atender essa demanda”, afirma Calomeni.

            A Ronda também será ampliadanesse mês. O número de homens vai subir de 10 para 24, o que também vai contribuir para fortalecer a operação “Lugar de criança e adolescente é na escola”, que visa coibir delitos de estudantes fora do horário e do perímetro escolar. Ainda em abril, será retomado o Programa Promotores da Paz (Proppaz), com apoio direto ou indireto das secretarias de Saúde, Cultura, Esportes, Gestão Estratégica, Meio Ambiente e CPTrans.

Comentários