sábado, 1 de abril de 2017

Agências bancárias são alvos de quadrilha em Petrópolis



Em apenas cinco dias, três agências bancárias foram alvos de criminosos. A polícia investiga a possibilidade de uma única quadrilha estar agindo em Petrópolis. Num dos casos, ocorrido no Banco Bradesco de Itaipava, os bandidos levaram as armas de vigilantes que estavam num cofre. Os outros ataques foram registrados no Alto da Serra e no Bingen.

De acordo com o tenente-coronel Eduardo Vaz Castelano, comandante de 26º BPM, o policiamento visando inibir novos ataques a qualquer agência bancária do município, já foi reforçado.

“Estamos mobilizados com o objetivo de aumentar a prevenção em toda a cidade, observando, inclusive, os horários que os crimes vem ocorrendo. Ao mesmo tempo, realizamos levantamentos para identificar e prender o mais breve possível, os participantes desses atentados. Precisamos saber quem são, de onde vêm e como atuam”, explica, lembrando que denúncias anônimas podem ser passadas através do telefone (24) 2242-8005.

Numa das agências, também do Banco Bradesco, na Rua Dr. Paulo Hervê, no Bingen, as câmeras de segurança chegaram a flagrar a ação dos bandidos. Segundo a polícia, as imagens mostram homens encapuzados, munidos com pés de cabra, entrando na área dos caixas eletrônicos, exatamente à 1h08 da madrugada de quinta-feira.

Mesmo com o alarme acionado, eles permaneceram no local por seis minutos e no período tentaram abrir a porta que dá acesso a parte de traz dos caixas eletrônicos. Depois de inúmeras tentativas, acabaram desistindo e fugiram. As suspeitas são de que outros integrantes da quadrilha estivessem nas imediações dando cobertura para avisar a possível aproximação de viaturas da Polícia Militar.

Na agência da Caixa Econômica Federal, na Rua Tereza, a ação foi parecida. Esta aconteceu na madrugada de quarta-feira, mas os bandidos tiveram o cuidado de danificar as câmeras de vigilância e os sensores do alarme. Lá, homens encapuzados, entraram por volta das 3h30, mas também não conseguiram roubar nenhum valor.

Quando a Polícia Militar foi acionada, eles ainda estavam no interior da agência, mas conseguiram deixar o local antes da chegada da viatura. Tiveram acesso apenas a área dos caixas eletrônicos, arrombaram uma parede de compensado, mas não conseguiram violar as máquinas. Eles entraram e saíram pela porta principal do banco. O caso foi registrado e está sendo investigado pela Polícia Federal.

Já a agência do Bradesco, em Itaipava, foi invadida pela segunda vez este ano. O primeiro arrombamento aconteceu nos primeiros dias de janeiro e, na ocasião, deixaram apenas prejuízos matérias. Mas, na madrugada do último domingo, roubaram dois revólveres e munição que estavam no cofre de uma das salas.

Assim como aconteceu na invasão anterior, eles tiveram acesso ao banco pelos fundos de uma loja de móveis, localizada ao lado do banco. Provavelmente utilizando marretas, fizeram três buracos na parede e violaram uma janela da instituição financeira. Conseguiram alcançar outras duas salas, mas além das armas, não levaram mais nada.

fonte: Diário de Petrópolis

Nenhum comentário: