domingo, 12 de março de 2017

Secretaria de Saúde convoca concursados aprovados



Com o objetivo de ampliar o atendimento prestado à população na Saúde da Família, implantar o projeto Melhor em Casa e otimizar o serviço de Saúde Mental, a Secretaria de Saúde convocou 20 profissionais aprovados no último concurso. Os médicos, psiquiatras, enfermeiros e técnicos de enfermagem preencherão uma lacuna na assistência identificada após levantamento da atuação dos profissionais no município.

O secretário de saúde, Silmar Fortes, explica que a convocação foi realizada para atender a formação da última Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar (EMAD). Esse programa visa levar atendimento médico às casas de pessoas impossibilitadas de se locomoverem até as unidades, evitando internações hospitalares desnecessárias e filas dos serviços de urgência e emergência.

“O melhor em casa será iniciado ainda neste mês. Assim que conseguimos a aprovação do programa, o prefeito autorizou a contratação não só dos profissionais que estavam em falta em algumas das nossas unidades. Com o chamamento dos novos profissionais conseguiremos melhor o atendimento prestado a nossa população”, afirma Silmar Fortes.

A Secretaria de Saúde vai realizar uma reestruturação de toda rede, que contemplará um estudo de como a assistência está sendo prestada nos postos e unidades básicas de saúde. A diretora da Atenção Básica, Fabíola Heck, disse que, com a convocação dos concursados, será possível proporcionar melhor cobertura de atendimentos junto à Saúde da Família.

“São 37 postos de saúde com 44 equipes de Estratégia de Saúde da Família no município. Nós realizamos um levantamento das unidades que estão sem profissionais, entre médicos, enfermeiros e técnicos para direcionar os concursados convocados. Estamos iniciando a composição dessas equipes e o remanejamento desses profissionais para tentarmos sanar o problema da falta de profissionais nos postos”, explicou Fabíola Heck.

A convocação dos médicos psiquiatras aprovados no último concurso será essencial para a ampliação do serviço de saúde mental. Após a conquista da regulação da especialidade pelo município, em fevereiro, será possível iniciar as consultas que estão paralisadas desde a gestão passada, o que ocasionou uma fila de mais de 500 pessoas aguardando para iniciar o acompanhamento psiquiátrico.

A chefe do diretório de Saúde Mental, Viviane Martins, revelou que os atendimentos, que antes aconteciam apenas no Hospital Alcides Carneiro, serão direcionados também para o ambulatório de saúde mental e de especialidades.

“O objetivo inicial é regularizar os atendimentos dos pacientes que aguardam na fila, além de proporcionar mais locais de atendimento. Na fila há pessoas que nunca foram atendidas, então, agora, poderemos proporcionar essa primeira consulta e o acompanhamento clínico e terapêutico destes pacientes”, disse Viviane Martins.

Nenhum comentário: