segunda-feira, 13 de março de 2017

Projeto de reforma da Escola Leonardo Boff é apresentado



Obra será realizada com ajuda do Ministério Público Federal, que disponibilizará uma verba de R$ 200 mil

Últimos detalhes foram acertados entre a direção do colégio, que fica no Contorno, e a Secretaria de Obras nesta segunda-feira (13.03)

A Secretaria de Obras e a diretoria da Escola Municipal Leonardo Boff, no Contorno acertaram os últimos detalhes do projeto de reforma do colégio. A obra vai acontecer com apoio do Ministério Público Federal, que disponibilizará uma verba de R$ 200 mil. A parte superior da escola vai ganhar uma cozinha, um banheiro, uma biblioteca e uma sala de xadrez, além de um espaço que servirá recepção do andar. O objetivo que esse local possa dar opções de atividades para o ensino em tempo integral.

Além disso, será feita a reforma da parte elétrica, um dos maiores problemas do local. Nos próximos dias, a Secretaria de Educação vai providenciar a instalação de três portões na escola.

A verba vinda do MPF é fruto de um fundo feito com valores pagos por uma empresa de Petrópolis após Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com respaldo da Justiça. A destinação do montante foi definida pelo próprio procurador da República, Charles Stevan, sendo a primeira vez que ele conduz esse tipo de acordo.

“Trabalhamos junto com a escola na montagem do projeto, ouvindo o que eles consideram importante e o que é possível fazer naquele local, uma marca da gestão do prefeito Bernardo Rossi. Essa verba do Ministério Público Federal será fundamental para o sonho de oferecer mais atividades para as crianças em horário estendido”, considera o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros.

“Nossa escola tem uma importante participação da comunidade. Por isso, esse projeto de reforma foi discutido no Conselho Escolar e na Associação de Pais e Professores. Buscamos ver, dentro das nossas necessidades, o que podíamos melhorar no projeto e buscamos alternativas para atualizar a planta do colégio”, explicou a diretora da Escola Leonardo Boff, Angélica Proença.

A Escola Leonardo Boff existe desde 1986 e atende 72 crianças desde o ensino infantil ao fundamental (1º ao 5º ano). A escola oferece atividades extracurriculares como oficinas de educação patrimonial, ambiental, xadrez, culinária, artesanato, informática e música. A comunidade é atuante e participa de várias ações na escola.

Nenhum comentário: