Prefeitura de Petrópolis voltará a recolher pilhas e baterias



A prefeitura vai voltar a fazer o recolhimento de pilhas e baterias na segunda quinzena de março. O serviço, realizado por meio da Comdep, foi interrompido no final do ano passado, mas as fabricantes desses produtos, que são obrigadas por lei a fazer o recolhimento, não cumprem a legislação. O setor vai continuar negociando com as empresas para que façam a política de entrega reversa e, enquanto isso vai armazenar os materiais no depósito da Coleta Seletiva, na entrada do bairro Mosela.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos determina que as fabricantes devem implementar a logística de retorno das pilhas e baterias produzidas com chumbo, cádmio, mercúrio e outros componentes químicos. O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) também determina que as lojas que vendem esses produtos devem oferecer pontos de coleta.

Como eles podem contaminar o solo, não podem ser descartados em aterros sanitários. Por isso, a prefeitura, por intermédio da Comdep recolhia esses materiais até o final do ano passado, quando o espaço onde ficam encheu. Há pelo menos cinco barris lotados com esses produtos.

“A gente continua em contato com as empresas para que elas cumpram o que determina a lei e façam a política reversa. Também estamos buscando alternativas, com uma empresa no Rio que faz o recolhimento”, diz o coordenador da Coleta Seletiva da Comdep, Enéas dos Santos.

O recolhimento será reestruturado e mantido nos mesmo locais onde eram feitos: a loja Eletrônica Teffé, na Rua Barão de Teffé, e Vaderlar, na galeria Regente, na Rua Paulo Barbosa. Elas já estão sendo informadas sobre a volta da coleta.


Comentários