Governo garante apoio para GE Celma: Empresa vai abrir mais 200 postos de trabalho



A expansão do número de postos de trabalho, com mais 200 oportunidades em três anos na GE-Celma tem apoio e parceria da prefeitura em todas as fases – desde incentivos fiscais até à formação da mão de obra. O compromisso foi selado nesta quarta-feira (08.03) em reunião do prefeito Bernardo Rossi e o presidente da empresa, Júlio Talon.  Com faturamento anual de R$ 7 bilhões, a GE Celma quer chegar a 2020 com 2,3 mil funcionários revisando mais de 550 turbinas de avião por ano.

“O diferencial da GE Celma frente a outras reparadoras de turbinas do grupo GE no mundo é o fator humano. Temos gente boa e comprometida, com atitude e o comportamento ímpares no mundo. Nossa preocupação é com a manutenção da formação da mão de obra, o que nos torna competitivos”, afirma Toulon.

Para o prefeito Bernardo Rossi, a nova gestão municipal vai garantir a formação técnica e universitária que a GE Celma necessita. “Petrópolis tem nove instituições de ensino superior e 20 mil estudantes e nossa meta é dar total apoio para que as universidades ampliem os campi e grades de cursos e que estejam em sintonia com o mercado de trabalho ofertado por empresas como a GE Celma”, aponta.

Maior contribuinte de ISS da cidade com repasse anual de R$ 20 milhões, a GE Celma é importante para a economia ter a garantia da prefeitura na manutenção dos benefícios fiscais como a redução do imposto, taxa hoje praticada a 3%. “A redução fiscal é o que nos torna aptos a receber uma turbina de uma empresa americana em Petrópolis para a revisão em detrimento a uma concorrente dos Estados Unidos atrelado, ainda, à capacidade técnica dos nossos funcionários, por exemplo”, aponta Talon.

Nos últimos três anos a empresa que tem em seus quadros 95% de funcionários moradores em Petrópolis, aumentou em 600 o número de postos de trabalho. Em 2011, a empresa mantinha 1,5 funcionários e atualmente tem 2,1 mil. O faturamento da GE Celma, em três anos também deu um salto expressivo: de R$ 1,7 bilhão para R$ 7,5 bilhões.

“E apoiamos na primeira hora a empresa que prevê mais 200 novos postos de trabalho em 36 meses. Nossa meta é atrair novas empresas e ajudar as já instaladas a se consolidar e expandir.  A GE Celma é impulsionadora de negócios correlacionados na área de metalurgia, por exemplo, é deve ter a parceria da prefeitura para planejar o futuro de crescimento”, aponta Bernardo Rossi.

O envolvimento da empresa com a comunidade também é uma das metas da GE Celma que terá o apoio da prefeitura para o desenvolvimento de programas sociais, principalmente de educação e esportes, voltados para crianças e adolescentes.  Só no ano passado, com iniciativas que envolvem 2,8 mil voluntários, a GE Celma esteve presente na vida e quase 11 mil petropolitanos, com aulas de musica, canto coral e esportes.

Em 65 anos, a GE Celma revisou nove mil turbinas e é a maior oficina de motores aeronáuticos da América Latina e um dos maiores exportadores de sistema de alta tecnologia do Brasil. Este ano a empresa vai revisar 480 turbinas, número que passará para 550 até 2020.

A GE tem outras duas unidades em Petrópolis além da sede: a 14 Bis, especializada no Genx, maior e mais avançado motor aeronáutico fabricado pela GE e no Carangola, destinada à manutenção de turbinas usadas em plataformas de exploração e petróleo.  Em Três Rios, a empresa instalou – por questão técnica de espaço adequado para suportar trepidação e ruído - um banco de provas de motores aeronáuticos, porém todo o trabalho de revisão de turbinas é realizado em Petrópolis e na cidade vizinha são feitos apenas os testes.

A reunião na GE Celma foi acompanhada pelo vice-prefeito, Baninho; pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini; pelo presidente da Câmara e Vereadores, Paulo Igor e pelo vereador Márcio Arruda.

Comentários