Empresários do ramo cervejeiro se reúnem com prefeito Bernardo Rossi para criação do Circuito Cervejeiro



Berço da primeira cervejaria do Brasil, Petrópolis oferece aos seus moradores e turistas, entre tantos atrativos, opções para os apreciadores da bebida dourada provarem direto na fonte, nas diversas fábricas na cidade, os mais variados rótulos e lançamentos. Eventos voltados para o setor, como a “Deguste – A Feira de Cervejas Artesanais”, também se consolidam a cada edição. Uma reunião realizada nesta segunda-feira (06.03) entre o prefeito Bernardo Rossi, Marcelo Valente, que vai presidir a futura empresa de Turismo, e os organizadores do evento, abriu o diálogo para uma parceria em projetos entre a iniciativa privada e o poder público para criação do Circuito Cervejeiro de Petrópolis e fomento do segmento.

“Pensando nesse potencial do setor, criei em 2014 a lei da cerveja artesanal que concedeu benefício fiscal aos produtores do estado e que em apenas dois anos fez crescer o setor de 15 para 70 empresas, pelo menos 15 delas na nossa cidade. Acho muito importante estarmos junto do empresariado desse setor, pois é um segmento em forte expansão que movimenta a indústria, o comércio e para Petrópolis, em especial, também o Turismo”, afirmou o prefeito Bernardo Rossi.

Somente de cervejarias artesanais, que têm conquistado cada vez mais o paladar do público, Petrópolis tem 15 marcas, sendo 10 delas as chamadas ciganas – que utilizam a sede física de uma cervejaria já existente para criação e produção dos rótulos próprios. Em cada edição da Deguste, por exemplo, o público tem a oportunidade de apreciar rótulos de mais de 20 produtores, a maioria do município. São mais de 3.500 mil litros de cerveja vendidos por evento, que recebe mais de quatro mil pessoas por edição.

Para os empresários do segmento, é importante essa aproximação com o governo municipal com o objetivo de parcerias para a criação e consolidação do Circuito Cervejeiro de Petrópolis.

“Ter o poder público junto com o empresário para pensar junto a melhor maneira de criarmos esse circuito, e tendo o apoio inclusive na divulgação é muito positivo e importante para o segmento”, disse Rodrigo Duarte, um dos organizadores da Feira de Cerveja Artesanal.

Marcelo Valente, que vai gerir a futura empresa de Turismo responsável por traçar as políticas públicas para o segmento, acredita que essa parceria vai beneficiar diversos segmentos, incluindo o Turismo.

“Com a criação do Circuito Cervejeiro de Petrópolis, os turistas e moradores ganharão mais uma opção de lazer no município, fora que fomenta outros setores também. Hoje, esse público já procura as fábricas, mas por conta própria, sem um roteiro consolidado. Ao criarmos o circuito, adicionamos mais um atrativo forte na programação de Petrópolis e, certamente, mais um dia na estadia do turista que chega a nossa cidade em busca dessa diversidade de opções que temos”, frisou Marcelo Valente.

Comentários