sexta-feira, 24 de março de 2017

Corrêas vai ganhar vagas de rotativo a R$ 2 a partir de segunda-feira (27.03)


A expansão do estacionamento rotativo chega a Corrêas a partir desta segunda-feira (27.03). Serão 57 novas vagas a R$ 2 a hora na Rua Vigário Corrêa e no entorno da Praça Luiz Furtado da Rosa. Os motoristas poderão parar o carro nestes locais por até 6 horas. Usuários poderão adquirir talões com controladores, nos parquímetros e também pelo aplicativo de celulares “Digipare”.  A implantação do rotativo atende a uma antiga solicitação dos comerciantes e visa regularizar os constantes problemas de veículos parados irregularmente na região.

Com isso, Petrópolis passa a ter 731 vagas para estacionamento de veículos na área branca. Além do estacionamento de Corrêas, há vagas nas ruas Paulino Afonso, Francisco Manoel, Visconde de Souza Franco, Engenheiro Miguel Detsi, Benjamin Constant, Buenos Aires e Avenida Presidente Kennedy, no Centro. No Bingen, a área branca contempla as ruas Doutor Paulo Hervê e Galdino Pimentel e no Valparaíso, as ruas Gonçalves Dias, João D’ Escragnole, Coronel Land e Visconde de Uruguai têm tarifas reduzidas.

“Nossa intenção, ao pedir a expansão do rotativo para a Sinalpark, é organizar o trânsito de Petrópolis. Essas áreas são constantemente denunciadas por conta de pessoas que pararam seus veículos irregularmente e, como a fiscalização durante muito tempo foi negligenciada, acabavam atrapalhando o trânsito, por vezes, até de pedestres. Queremos, com as vagas rotativas, dar a oportunidade de que todas as pessoas possam parar e resolver suas coisas, sem prejudicar a mobilidade do próximo”, destaca o diretor-presidente da Companhia Petropolitana de Transito e transportes, Maurinho Branco.

            Com mais essas vagas, Petrópolis passa a ter um total de 1.802 vagas nas áreas branca e azul, esta última cujo o valor é de R$ 3 a hora e o tempo de permanência pode chegar a até 4 horas. A diferença dos valores foi definida no edital de contratação da empresa. As áreas são selecionadas levando em conta a demanda de ocupação inferior a 40%. A reclassificação dessas áreas pode ser feita a cada três meses.

            A reavaliação da tarifa do rotativo e maior divulgação do direito de gratuidade para quem compra no comércio são determinações do prefeito Bernardo Rossi. “A ordenação do trânsito é necessária, mas precisamos estimular o comércio e o acesso a prestadores de serviço”, afirma.

Usuários do comércio e doadores de sangue têm direito a uma hora de gratuidade nas vagas de rotativo

             Usuários do comércio e doares de sangue têm direito a uma hora de gratuidade. A solicitação do benefício pode ser feita em dois casos: o primeiro, válido para todo o município, é dado quando comprovado o gasto de, no mínimo, R$ 12 em compras no comércio. O motorista terá o valor cobrado ao estacionar o veículo e, após requerer a gratuidade mostrando a nota fiscal de compra, terá o valor ressarcido pelo controlador no ato.

            As exceções acontecem na área do polo de modas da Rua Teresa. Na via principal e nas adjacentes, ruas Aureliano Coutinho e Visconde do Bom Retiro, o valor mínimo de consumo deve ser de R$ 60 de compra, válido por uma hora e, no máximo cinco horas estacionado, comprovando o consumo de R$ 300. Para conseguir o benefício, é necessário seguir algumas regras: é preciso que haja, ao menos, três pessoas em veículo de passeio e devem ter 16 anos ou mais. No caso das vans, devem ter, no mínimo, sete pessoas, mas as regras de aquisição são as mesmas. Ano passado, R$ 70 mil foram devolvidos a quem comprovou, por meio da nota fiscal, a compra no comércio local.

 Os doadores de sangue receberam, em 2016, R$ 39 mil em benefícios. Nesses casos, também estão assegurados o direito à primeira hora de gratuidade em estacionamentos rotativos. Para isso, deverá ser feito a comprovação através da apresentação de documento de identificação de doador, com foto, validade e atestado ou declaração confirmando a doação efetuada no ano em curso ou, ao menos, no ano anterior. Ambos são emitidos por Banco de Sangue. O motorista deve comparecer à CPTrans onde receberá um cartão, que dará direito ao benefício. 

Compra dos bilhetes pode ser feita com controladores ou virtualmente
Os controladores estão com um equipamento portátil para fazer a cobrança do estacionamento, caso o motorista encontre dificuldades. Já os parquímetros aceitam moedas ou cartão eletrônico, que pode ser adquirido na sede da empresa Sinalpark (Rodoviária do Centro), na CPTrans, nos pontos de venda fixos ou ainda com os controladores do rotativo.

O motorista também pode optar pelos canais virtuais, como internet (www.estarpetropolis.com.br), aplicativos para smartphones (DigiPare), central de atendimento por telefone (0800 941 3444) ou ainda SMS (27317). Nestes casos, com a utilização do cartão de crédito.

Nenhum comentário: