sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Rua Teresa e Dezesseis de Março agora têm presença constante de homens da Guarda Civil



A Guarda Civil estreou nesta sexta-feira (03.02) uma operação diferenciada focando em dois importantes polos de comércio varejista da cidade: 16 de Março e Rua Teresa. Os agentes de segurança estão circulando o dia inteiro e os lojistas elogiam a iniciativa. As ações rotineiras de segurança para coibição do comércio ambulante irregular também continuam. Nesta sexta-feira (03.02), os guardas fizeram apreensão de 153 óculos de grau falsificados que eram vendidos por dois homens próximo ao Shopping Santo Antônio, na Rua do Imperador. Eles foram encaminhados para a 105ª Delegacia de Polícia, no Retiro, ouvidos pelos agentes da Polícia Civil e vão responder por venda de produtos piratas e comercialização irregular de óculos de grau – a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tem regras específicas para esse produto, como a prescrição médica.

A fiscalização sobre os ambulantes irregulares no Centro foi intensificada este ano, após a antiga gestão municipal ter deixado a questão de lado antes do último Natal. O primeiro passo foi a identificação e abordagem de cerca de 30 vendedores sem autorização para atuar e que ficavam principalmente em locais como a Rua do Imperador e a Paulo Barbosa. Após esse primeiro momento de orientação, a Guarda passou a impedir a presença deles nesses locais. Essa foi a segunda apreensão encaminhada pela GC à delegacia desde então.

Uma presença maior da Guarda em ações de proteção ao comércio local é uma reivindicação antiga dos empresários da cidade. Por isso, além de fiscalizar os ambulante ilegais, o chefe da corporação, Jeferson Calomeni, destacou dois homens para atuar na Rua Teresa e outros dois para a Dezesseis de Março.

“Essa é mais uma ação que dá sequência ao trabalho iniciado ao inibir a atuação de ambulantes irregulares que ficavam principalmente na Rua do Imperador e na Paulo Barbosa. Agora, colocamos guardas em dois importantes locais de comércio da cidade, promovendo ainda fiscalização, orientação ao trânsito e dando mais segurança a toda população”, comentou o chefe da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

Essas medidas já são reconhecidas pelo setor e foram elogiadas pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, que tem contato frequente com o empresariado local.

“Estávamos muito preocupados com isso. As pessoas que vendem produtos nas ruas sem autorização atrapalham a vida dos comerciantes. Há muito tempo os empresários pedem um reforço na segurança nesses dois lugares que são vitrine na cidade. Agradeço muito a Guarda por ter ouvido a nossa solicitação”, disse Marcelo Fiorini, que também responde pelos departamentos de Agricultura, Ciência e Tecnologia, Trabalho e Renda e a diretoria de Indústria, Comércio e Serviço, que também é presidente do Sicomércio – Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis.

Nenhum comentário: