Guarda Civil atua com a PM em mais um choque de ordem no Centro


CPTrans, Fiscalização, Vara da Infância e Conselho Tutelar também participaram da ação na 13 de Maio, Nelson de Sá Earp

Uma semana após o primeiro no choque de ordem em ruas do Centro, a Guarda Civil, a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) e a Coordenadoria de Fiscalização voltaram aos mesmos locais ao lado da Polícia Militar e a Vara Infância e Juventude. Porém, o número de ocorrências dessa vez caiu muito: se na vez anterior foram identificados 55 delitos e infrações, na noite desta sexta-feira (10.02) houve apenas 13 casos de estacionamento irregular nas ruas 13 de Maio, Dr. Nelson de Sá Earp e na Praça da Liberdade.

Para o chefe da Guarda Civil, Jeferson Calomeni, o resultado dessa segunda abordagem mostra o êxito do choque de ordem.

“Acho que o recado foi dado. O objetivo não é impedir ninguém de ter o seu momento de diversão, mas evitar que isso seja acompanhado de prática de delitos e infrações. Dessa vez tinha menos bagunça”, comentou. Calomeni ainda destaca a reação positiva da sociedade e garantiu que atuação conjunta com os demais órgãos vai continuar.

“Os bares instalados nesses locais tem muito movimento. Mas a falta de fiscalização nos anos anteriores gerou uma série de problemas. Muitos jovens, menores de 18 anos, estavam consumindo bebidas alcoólicas, o estacionamento irregular sobre calçadas e em frente a diversas garagens era constante, além da música em volume alto e do consumo de drogas. Viemos a primeira vez e a receptividade foi grande, assim como os pedidos para seguir nesse serviço. Vamos manter o compromisso de manter a ordem estabelecida nesses locais”, afirmou o chefe da Guarda.

Nesta sexta, as 13 multas foram aplicadas por estacionamento irregular. A CPTrans rebocou três carros e uma moto. Os veículos foram levados para o pátio que fica no Morin e podem ser retirados após o pagamento das taxas de diária e de remoção. Dessa vez não houve identificação de nenhum menor de 18 anos consumindo bebida alcoólica e nem apreensão de drogas. Ninguém foi levado para a delegacia.