Bernardo Rossi decide testar luminárias de LED para melhorar iluminação pública



Oito pontos de iluminação pública ao longo da Rua Roberto Silveira estão passando por um teste com lâmpadas de LED.  Segundo o departamento da área subordinado à Secretaria de Obras, o iluminamento ficou três vezes acima do parâmetro médio para vias de grande circulação. O estudo vai durar três meses e, se tudo der certo, será implantando nos principais eixos cidade.

Normalmente, o parâmetro médio definido pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é de 20 lux ( medida do sistema internacional de unidades que aponta a intensidade de iluminação por metro quadrado). Com as alterações feitas nos pontos de luz, o iluminamento médio no local alcançou 59lux.

“Isso demonstra que as modificações atenderam as expectativas. Hoje, a via está com uma iluminação bem uniforme em todo trecho que está estudo e não causa desconforto visual aos pedestres e motoristas”, explica o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros.

Isso foi alcançado depois que técnicos do departamento de iluminação pública e da fabricante dos módulos de LED fizeram algumas modificações. Essas alterações também visavam adequar as luminárias em direção às calçadas. As luminárias estão fixadas nos poste ao longo dos 300 metros da rua, desde a Casa Martins Corrêas até a Capela de Nossa Senhora do Amparo.

Depois desses três meses de testes, será feito um estudo para levar essas luminárias para locais como Centro, Quitandinha, Bingen, Rua Teresa, Alto da Serra, Av. Barão do Rio Branco e Itaipava. Seriam cerca de seis mil no total. A economia que as luminárias de LED trariam, de acordo com o departamento de iluminação pública, recupera todo investimento de instalação em quatro anos. Como elas possuem garantia de 10 anos, a redução de custo ainda continuará por mais seis anos.