terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Rossi corta privilégios de secretários, diretores de autarquias e reduz gastos com aluguéis



As medidas de austeridade que compõe o decreto de calamidade pública promulgado pelo prefeito Bernardo Rossi entraram em vigor neste primeiro dia útil de trabalho em todas as secretarias municipais. O cancelamento dos celulares dos secretários e diretores de autarquias, o recolhimento da frota de carros, a redução de consumo de combustível, readequação de contratos de aluguel de imóveis, são algumas ações que fazem parte do plano de contingenciamento.  

“Não podemos avançar sem enxugarmos a máquina. Vamos construir uma nova era na cidade com responsabilidade e austeridade. Solicitei de cada secretário um trabalho meticuloso de apuração para termos uma visão precisa dos problemas, com a finalidade de encontramos as soluções de curto, médio e longo prazo. Vamos priorizar o contingenciamento dos gastos públicos no primeiro momento para podermos garantir o direito dos servidores, incluindo o aumento que entra em vigor este ano. Tenho certeza que vamos superar as adversidades e cada secretário fará um ótimo trabalho dentro deste panorama”, destacou o prefeito Bernardo Rossi.

A Secretaria de Administração e Recursos Humanos iniciou o processo do corte de celulares de secretários e diretores, deixando apenas em funcionamento os aparelhos da Defesa Civil e Conselho Tutelar, pelo caráter emergencial.

Também está em curso um censo funcional e auditoria da folha de pagamento, além do procedimento da limitação da realização e do pagamento de horas extras ao teto máximo de 96 horas mensais, priorizadas as áreas indispensáveis do município, sobretudo da Saúde, Guarda Municipal, Educação e Defesa Civil.

Os proprietários de imóveis alugados para a prefeitura estão sendo convidados para renegociar uma redução nos valores dos contratos, que estão estabelecidos entre 10% e 50%.

Outra medida em curso é o levantamento do acervo patrimonial mobiliário em todas as secretarias. Desse trabalho será gerado um relatório que será enviado ao gabinete do prefeito.

O secretário de Administração e Recursos Humanos, Marcus Von Seehausen, pontuou que as ações seguem as orientações do prefeito Bernardo Rossi e que todas as secretarias estão empenhadas nesse trabalho inicial.

“Todas as providências em relação às questões administrativas estão sendo colocadas em prática neste primeiro dia útil de trabalho. O corte de celulares, a revisão de contratos, aluguéis e demais procedimentos estão em consonância com o decreto publicado no Diário Oficial. Neste primeiro dia tomamos conhecimento dos procedimentos administrativos e estamos seguindo as orientações do prefeito Bernardo Rossi”, afirma.

Serviços essenciais estão garantidos

Dentro do decreto de calamidade pública foi estabelecido que os serviços prioritários, como a coleta de lixo, fornecimento de gêneros alimentícios, medicamentos para as unidades de saúde, e demais itens que atendam de forma imediata as secretarias de Educação, Saúde e Defesa Civil, não serão paralisados.

“A população pode ter a certeza que, neste primeiro dia, iniciamos todos os procedimentos para garantir e reverter o quadro de instabilidade que a cidade estava vivendo. Vamos promover a readequação dos gastos públicos e pavimentar um caminho de mudanças positivas em um curto período”, aponta Bernardo Rossi.

Nenhum comentário: