Obra do Centro de Imagem do Hospital Alcides Carneiro (HAC) deve ser retomada no próximo mês



A finalização da obra do Centro de Imagem do Hospital Alcides Carneiro (HAC) deve ser retomada no próximo mês. O anúncio foi realizado em uma reunião com as  equipes médicas do hospital na manhã desta segunda-feira (23.01) pelo secretário de Saúde, Silmar Fortes. Visto como prioridade pelo prefeito Bernardo Rossi, o local abrigará além da ala destinada ao aparelho de ressonância magnética, uma sala de espera e recepção que garantirá mais agilidade nos diagnósticos e uma economia significativa do município, que atualmente contrata o serviço. Silmar Fortes informou que acionará o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros, para auxiliar no processo e espera que a máquina já comece operar em março. Mais de três mil pessoas estão na fila do procedimento que atualmente é realizado apenas em unidades particulares com média de 100 exames por mês.

“A obra foi paralisada com o fim do governo e falta apenas a construção de um novo telhado para abrigar a recepção e a sala de espera, já estamos buscando apoio do Ronaldo Medeiros para retomarmos os reparos. Com a conclusão da obra poderemos ativar o campo magnético e iniciar os testes de equipes. Nosso objetivo é que em março a máquina já esteja operando para desafogarmos a fila de espera”, anunciou.

Em reunião junto aos representantes das principais especialidades que prestam o atendimento médico e assistencial no Hospital Alcides Carneiro, Silmar Fortes identificou os problemas que impedem o crescimento da unidade. Algumas solicitações como a criação do centro obstétrico foi considerado como de urgência de implantação. O Hospital Alcides Carneiro é referência do serviço no município e só no último ano realizou 2.800 partos e 10 mil atendimentos ginecológicos e obstetrícios.

“Nós estamos promovendo uma reestruturação da rede e emergencialmente precisamos finalizar a obra para colocarmos logo a ressonância para funcionar além de realizarmos os reparos no teto da UTI neonatal que está com goteiras. Em curto prazo vamos começar a estruturar o centro de obstetrícia uma vez que somos referencia na região.”, afirmou.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes, destacou a importância da definição de novos fluxos para solucionar os problemas que impedem a população de ter um atendimento mais rápido e eficiente. Conforme foi apontado na reunião de urgência e emergência na última semana, a falta de uma interação entre os Núcleos Internos de Regulação de Vaga e a Central de Vagas (NIRs) tem causado problemas no fluxo de internações.

“A primeira medida para melhorar essa comunicação é promover a integração entre as unidades de urgência e as de internação. Por conta disso, já iremos nos reunir na próxima semana para debatermos sobre o assunto e encontrar medidas que solucionem o problema e que a população tenha mais qualidade no atendimento prestado pelo nosso sistema de saúde.”, afirmou Silmar Fortes.

O encontro contou com a participação do secretário-chefe de Gabinete, Renan Campos; a diretora do Hospital Alcides Carneiro, Ronie Faraco e as chefias da cirurgia geral, clínica médica, oncologia, pediatria, maternidade, ginecologia, obstetrícia, mastologia, nefrologia, controle de infecção hospitalar, urologia, anestesiologia, serviço de diagnóstico por imagem e enfermagem.

Comentários