Novo presidente da CPTrans: Maurinho Branco é apresentado aos membros do Comutran



O novo presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), Maurinho Branco, foi apresentado aos membros do Conselho Municipal de Trânsito (Comutran) em reunião nesta terça-feira (10.01). Membro do Conselho há quatro anos, ocupando uma das cadeiras da Câmara de Vereadores no período entre 2012 e 2016, Maurinho recebeu as boas-vindas dos integrantes, e manifestou sua vontade de não só resgatar a imagem da Companhia, mas também dar maior poder e participação ao Comutran. Além da apresentação do presidente e da diretoria, na reunião foram traçadas as diretrizes para a Conferência Municipal de Trânsito e Transportes, que deverá acontecer ainda no mês de janeiro.

"Acho que a maioria aqui já me conhece, e estou encarando esse desafio atendendo a um convite do prefeito Bernardo Rossi. Fui reeleito para a Câmara de Vereadores, mas aceitei o convite pois acredito que há muita coisa a ser feita pelo transporte e pela mobilidade urbana da cidade", destacou Maurinho, apresentando em seguida os membros da equipe que chegam com ele para administrar o sistema de trânsito e transporte da cidade.

O conselheiro Paulo Martins deu às boas-vindas ao novo presidente, falando em nome dos presentes, e manifestou seu contentamento em saber que a CPTrans agora contará com pessoas técnicas em seu quadro diretor e gerencial, e que estão dispostos a enfrentar o assunto da mobilidade urbana com a seriedade que o tema merece. "Bom saber que a equipe que está chegando tem esse olhar diferenciado para o Comutran. Infelizmente, nos últimos dois anos, a administração da Companhia não deu ao Comutran a importância que o conselho merece", destacou o conselheiro.

Na Conferência Municipal de Trânsito e Transportes será apresentado um diagnóstico do transporte e da mobilidade urbana em Petrópolis, elaborado um grupo de trabalho formado por membros do próprio Comutran e será também eleita a nova diretoria do Conselho, tendo em vista que o mandato dos atuais conselheiros expirou em novembro passado. Uma das propostas que será apresentada em breve é uma revisão do estatuto do Conselho para que o o mandato seja estendido para dois anos.