sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Governo Bomtempo deixou R$ 800 mil em dívidas com o Cartão Sisep



Uma dívida de R$ 800 mil com o Cartão Sisep, que a prefeitura, na gestão passada, deixou de repassar ao Sindicato dos Servidores de Petrópolis (Sisep) foi tema de reunião entre o prefeito Bernardo Rossi e os diretores do sindicato na manhã desta sexta-feira (06.01). O atraso no repasse da verba das mensalidades e consignações assistenciais de convênio dos funcionários públicos, que são usadas para subsidiar as compras no comércio e diversos outros serviços, faz parte do caos financeiro encontrado pela nova gestão.

O prefeito recebeu das mãos do presidente do Sisep, Osvaldo Magalhães, um relatório sobre a situação e destacou que irá analisar o conteúdo com atenção, além falar sobre todas as demandas relacionadas ao funcionalismo, uma das prioridades de seu governo.

“A situação é mais crítica do que já alardeávamos. Vou analisar o documento que foi entregue com atenção, para podermos construir uma solução viável dentro do parâmetro que nos for permitido. Quero destacar também que vetamos algumas emendas do orçamento para esse ano, garantindo o redirecionamento dos recursos para a folha de pagamento do funcionalismo, uma das prioridades neste momento. O diálogo com o Sisep sempre será franco e direto e as portas da prefeitura estarão sempre abertas”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

Osvaldo Magalhães também agradeceu a predisposição do prefeito em promover o encontro e colocar a questão dos servidores como uma das prioridades. 

"Esse diálogo é saudável e vamos promover ações para encontramos sempre o melhor caminho para os servidores. Acredito que o prefeito Bernardo Rossi está empenhado em solucionar os problemas administrativos e financeiros e oferecer as melhores condições ao funcionalismo”, afirma ele.  

Bernardo Rossi, acompanhado pelo vice-prefeito Baninho e pelo presidente da Câmara, Paulo Igor, lembrou ainda que assumiu o governo com um passivo de R$ 130 milhões, somente do exercício de 2016, e um acumulado de R$ 565 milhões. 

“Estou trabalhando muito sem parar desde domingo (01.01) quando tomei posse. Nessa primeira semana tive contato com uma realidade ainda mais dura e cruel do que imaginava. Mas, com a responsabilidade e transparência que nos cabe, vamos reverter esse quadro adverso e concretizar todos os planos e projetos para retirar Petrópolis da inércia e colocar o município no seu lugar de destaque no cenário nacional”, enaltece Bernardo Rossi.

Nenhum comentário: