Depois de lançar o “Gabinete Virtual”, Gilda Beatriz vai levar seu gabinete para os bairros



Na democracia, o ponto alto da participação popular na vida política é a eleição. Mas existem outras maneiras de interferir nas ações do Legislativo e do Executivo além do voto.

Para  Gilda Beatriz, vereadora mais votada em Petrópolis, Região Serrana do Rio, é preciso oferecer a população mecanismos para participar e cobrar.

“Quando assumi o mandato encontrei nas redes sociais uma maneira de estar mais próxima ao eleitor e, em muitos casos, receber apoio para resolver questões importantes referentes a fiscalizações e até sugestões para criação de Leis. Hoje, além de dois perfis pessoais, que recebem minha atenção nas horas vagas, inclusive aos fins de semana, criei um “Gabinete Virtual”, onde conto com o apoio da minha equipe para atender e orientar a população. Esse trabalho aumentou a demanda do gabinete no Palácio Amarelo, mas nem todos podem abrir mão de algumas horas para ir até o Centro nos procurar ou tem acesso a internet”, explica.

Segundo ela, algumas pessoas não precisam sair de casa para ter acesso ao mandato. Mas para outras, deixar de receber apoio e orientação pode fazer a diferença na hora de ter acesso à serviços básicos.

“Precisamos chegar às áreas rurais do município, dar voz a quem precisa. Quantas pessoas nos procuram apenas para saber como tirar carteira de trabalho, cadastrar-se no balcão de empregos, ter acesso à programas sociais ou apenas para saber como resolver questões burocráticas. Sou vereadora de todo município, então estou criando o “Gabinete Itinerante” onde, pelo menos uma vez por semana, estaremos nas comunidades atendendo a população”, completa.

Comentários