quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Comércio conhece etapas da obra de aterramento dos fios do lado ímpar da Rua do Imperador



Os secretários de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, e de Obras, Ronaldo Medeiros, se reuniram na tarde desta terça-feira (10.01) com representantes do comércio da cidade para tratar sobre o aterramento dos cabos e retirada dos postes do lado ímpar da Rua do Imperador. A obra finalmente terá sequência no governo Bernardo Rossi, depois de 8 anos de espera. O governo municipal dará o apoio logístico e de trânsito necessário pela empresa Engelux e garantiu que acompanhará de perto para minimizar os impactos para os lojistas e para a população.

“Estamos recuperando todos os projetos suspensos por falta de verba ou de interesse político. A verba do Prodetur batalhei quando ainda era deputado estadual e agora estou tendo a chance de agilizar para que seja efetivamente realizada a obra”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

Participaram da reunião, realizada no Centro Administrativo da Prefeitura, representantes da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), do Sicomércio (Sindicato do Comércio Varejista), além de outros comerciantes. O secretário de Desenvolvimento Econômico afirmou que a reunião serviu para deixar claro que o governo estará acompanhando a obra de perto.

“Estreitamos os laços com essas pessoas e deixamos claro que vamos acompanhar de perto toda a obra para minimizar os efeitos dos transtornos que essas intervenções sempre causam. Estaremos sempre próximos dos comerciantes para garantir que o aterramento traga total benefício para a cidade”, disse Marcelo Fiorini, aproveitando para abrir as secretarias para receber eventuais demandas dos lojistas.

O secretário de Obras também se colocou à disposição dos presentes para manter o diálogo com a empresa contratada e realizar eventuais ajustes na logística do procedimento.
“Sabemos que vai ter pequenos transtornos, que provavelmente os lojistas vão ter mexer nas vitrines, por exemplo. Mas a gente vai fazer tudo necessário para que nem o pedestre muito menos o lojista tenham problemas. A gente vai estar bem próximo da obra”, garantiu Ronaldo Medeiros.

Ele também explicou alguns pontos do aterramento, que tem quatro fases no total. A obra possui quatro fases. Primeiro, serão feitos dutos nas fachadas e paredes das lojas, que têm previsão para ficar pronta em 30 dias, de acordo com a empresa. Em seguida, começa a passagem dos cabos. A terceira parte é a ligação da baixa e média tensão. Por fim, é realizada a colocação das chaves das redes. Ao todo, a intervenção deve durar seis meses. Neste início, quatro pessoas vão trabalhar – já nas seguintes, o número de funcionários envolvidos vai chegar a 10 trabalhadores. O projeto abrange a remoção dos cabos, postes e transformadores, além da instalação subterrânea de 430 metros de rede de alta tensão.

O aterramento dos fios, orçado em R$ 6,6 milhões, acontecerá com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), obtidos pelo governo do estado através do Programa de Desenvolvimento de Turismo (Prodetur). Nesta terça-feira (10.01) pela manhã, a empresa responsável pela obra, a Engelux, fez uma vistoria técnica. As intervenções começarão ser vistas com mais intensidade nesta quarta.

Um dos empresários presentes à reunião, Sérgio Luiz Maiworm, proprietário da papelaria Semadri, disse que o comércio espera com ansiedade a conclusão da obra.
“Para o comércio, será ótimo. Espero essa obra há muito tempo. Isso vai ser muito importante, porque o lado ímpar está muito feio. Eu estou vibrando e já esperando para reformar a fachada da minha loja”, comemorou.

Nenhum comentário: