Acordo entre Prefeitura de Petrópolis e Caixa evita negativação e garante crédito a servidores



Um acordo entre a Prefeitura e a Caixa Econômica Federal garantiu que não sejam negativados os nomes de servidores que receberam cartas de cobranças por conta de atraso em parcelas de empréstimos consignados não repassados à Caixa pelo município no ano passado e que totalizam R$ 2,2 milhões. O acordo permitirá ainda que servidores contratem novos empréstimos consignados junto à CEF, obedecendo aos parâmetros normalmente estabelecidos pela instituição bancária, que prevê entre outras coisas, limite de crédito compatível à renda do servidor. 

“Todas as medidas estão sendo adotadas para que os servidores não sejam prejudicados por esse atraso absurdo nos repasses dos valores, que foram descontados nos contra-cheques e não repassados às instituições bancárias. A prefeitura vem quitando os débitos não só junto à Caixa, mas também junto ao Banco do Brasil”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

Em pouco mais de 20 dias de governo, o município já quitou R$ 722 mil em consignados atrasados, dos quais R$ 471 mil junto à Caixa Econômica e R$ 251 mil com o Banco do Brasil.

“As pessoas que receberam cartas devem desconsiderar a cobrança e se tranquilizarem que estão quites com suas prestações”, avisa o gerente geral da Caixa, Pedro Mattoso, destacando que os nomes dos servidores não chegaram a ser negativados.

Levantamento feito pela Secretaria de Fazenda nas primeiras semanas de governo identificou a existência de R$ 3,8 milhões em débitos referentes a consignados, dos quais R$ 2,2 milhões junto à Caixa e R$ 1,6 milhão junto ao Banco do Brasil. Os valores das parcelas de consignados foram descontados nos salários dos servidores e não repassados às duas instituições bancárias em 2016.