Prefeito eleito trabalha para que a Dentsply não encerre atividades e para evitar 400 demissões



O prefeito eleito Bernardo Rossi tem agenda marcada com o vice-presidente da Dentsply, Eduardo Kleinsorge, nesta segunda-feira (14.11). Bernardo acredita na reversão da transferência da empresa que está há 65 anos na cidade para Pirassununga, em São Paulo, anunciada esta semana. Com o fechamento da unidade são 400 empregos a menos em Petrópolis. 

“Vamos abrir diálogo com a Dentsply, indústria importante para a nossa cidade, uma empresa que criou raízes e faz parte de nossa história e mantém o sustento de 400 famílias. O governo Bernardo Rossi tem o compromisso de lutar até esgotadas as últimas possibilidades para que a empresa se mantenha na cidade”, garante Bernardo Rossi.

O prefeito eleito, que toma posse apenas no dia 1º de janeiro, diz que o primeiro passo é ouvir a empresa. “A Dentsply tem toda a liberdade para nos expor essa movimentação de transferência para outra cidade e nossa obrigação, que é obrigação de qualquer governo, em especial em um momento de crise financeira, é adequar tudo o que pode ser feito para que a empresa fique.  Está aberto o diálogo com o compromisso de lutarmos até o fim para que a empresa fique em Petrópolis”, afirma Bernardo Rossi. 

A agenda com o vice-presidente da Dentsply terá a presença do futuro secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, nome já anunciado por Bernardo Rossi e a equipe de transição do governo Bernardo Rossi já dará suporte para que os estudos e adequações necessárias para a empresa permanecer em Petrópolis sejam feitos.

“É uma missão dura, mas não impossível. É triste uma empresa não ter tido respaldo da administração municipal neste sentido, mas agora estamos comprometidos em dar toda a sustentação necessária”, completa Bernardo Rossi. 

A Dentsply, anunciou o encerramento das atividades na cidade  na quarta-feira (09.11) quando informou aos seus 400 empregados o fim da empresa em Petrópolis. Especializada em tecnologia e equipamentos odontológico, a Dentsply será transferida para Pirassununga, em São Paulo, em 2017. A previsão é que as demissões aconteçam entre março e agosto do próximo ano. 

O prefeito eleito aponta que a cidade precisa reverter a crescente onda de desemprego. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregos (Caged), do Ministério do Trabalho, Petrópolis possui atualmente 66.150 pessoas com empregos formais. De janeiro a setembro de 2016, foram 18.871 demissões e 18.054 contratações, o que significa que 817 pessoas não conseguiram se recolocar no mercado de trabalho formal.

“São 400 postos de trabalho na Dentsply que a cidade não pode abrir mão. Queremos esta sólida empresa em Petrópolis”, completa Bernardo Rossi.

Comentários

O prefeito e um funcionário público, eleito pela sociedade, tem por obrigação zelar e lutar pelo bem está de todos,tanto imprezarial como pelos contribuintes.Esta linda cidade serrana já perdeu muitas imprensa de grande valor para esta cidade,meus parabéns pela luta de vcs...
YEDA VARGAS disse…
E isso ai bernardo por isso e por muito mais que nos petropolitanos. Votamos em vc vc e o cara que vai vazer a diferença na nossa petropolis força estamos com vc