Equipe de transição vai pedir integração do atual comando com o novo governo na Defesa Civil



Está acertado pelas equipes de transição que não haverá nenhuma interrupção do trabalho da Defesa Civil. Isso se dará com a perfeita integração entre o titular da pasta e os membros do novo governo que está sendo formado. 

Na reunião entre os grupos de trabalho foi mostrado, por meio de uma apresentação discursiva, o trabalho e estrutura da Defesa Civil incluindo a ocorrência de chuvas no Quitandinha no dia 14 com duas vítimas fatais e dezenas de desalojados. A administração atual anunciou que garantiu, via governo federal, verba estimada em quase R$ 1 milhão para a construção de dique e anteparos, medidas emergenciais que acredita estarem sendo iniciadas em 20 dias e ainda R$ 12 milhões para obras estruturais, estas originárias do PAC das Encostas. 

A estrutura e programas em curso da Defesa Civil estão sendo aguardados ainda documentalmente pela equipe de transição do governo eleito de Bernardo Rossi para avaliar aplicação de recursos próprios nas ações, assim como a execução de programas estaduais e federais e o Gides –  Gestão do Risco de Desastres e Programa de Resposta - que tem participação internacional, do Japão.  

Comentários