Diplomação de Bernardo Rossi e Baninho está marcada para o dia 16 de dezembro



A solenidade de diplomação de Bernardo Rossi e Baninho está marcada para o dia 16 de dezembro, às 18h, no Teatro Mecanizado do Sesc Quitandinha. O evento foi estabelecido pelo juiz Alexandre Teixeira de Souza, da 227ª Zona Eleitoral, a partir da publicação, dia 11, em Diário Oficial da Justiça Eleitoral, da proclamação de Bernardo Rossi e Baninho como prefeito e vice-prefeito eleitos.

O secretariado que vai compor o governo eleito vai ser anunciado também em dezembro. “A equipe vai ser técnica e comprometida com a cidade”, antecipa Bernardo Rossi. O prefeito eleito afirma que no momento as forças estão concentradas no período de transição. Nesta segunda-feira (21.11), as equipes do governo eleito de Bernardo Rossi e da atual administração fazem sua segunda reunião, desta vez já com a disponibilidade dos primeiros documentos pedidos pela gestão que inicia dia 1º de janeiro.

A equipe de transição de Bernardo Rossi já protocolou ofícios solicitando o projeto de lei que vai atualizar a unidade fiscal do município para 2017, a emissão de guias de recolhimento da dívida ativa e ainda a emissão dos carnês de IPTU do próximo ano. Com as informações, o governo eleito poderá avaliar a garantia de recursos para pagamentos como a recomposição salarial de 6,2% adiada para janeiro pelo atual governo. “A folha de pagamento de janeiro já será de R$ 39,2 milhões e as informações vão nos garantir a real situação financeira da cidade. Nossa preocupação é quitar a folha e também garantir que os serviços essenciais sejam mantidos”, pontua Bernardo Rossi.

O município deve franquear ao governo eleito até a segunda-feira (21.11) informações detalhadas como relatórios consolidados e balancetes de todos os órgãos e entidades da administração englobando despesas, dívidas e empenhos, a conciliação bancária, inspeções do Tribunal de Contas, licitações e contratos vigentes.

A equipe de transição do governo Bernardo Rossi vai fazer o levantamento em todas as secretarias, companhias e autarquias. O trabalho se inicia pelas secretarias de Fazenda e Administração e pelo Inpas. Também serão levantadas as obras em curso, desapropriações e contratos de aluguéis de imóveis para órgãos da administração municipal e cedidos pela prefeitura a outras esferas.

fonte: Diário de Petrópolis

Comentários