sexta-feira, 18 de novembro de 2016

“Dia Municipal do Celíaco” vira Lei em Petrópolis

Foi sancionada em Petrópolis, RJ, a Lei nº7456/16, de autoria da vereadora Gilda Beatriz, que institui o dia 05 de maio como o “Dia Municipal do Celíaco”, em alusão ao calendário internacional. 



Preocupada com a falta de informações acerca da doença celíaca, também conhecida por enteropatia sensível ao glúten, a vereadora quer sensibilizar a sociedade sobre a doença do intestino delgado caracterizada pela intolerância ao glúten. 

“É preciso informar e orientar a população acerca do que é a doença, suas causas e o tratamento necessário. Embora a expressão – não contém glúten –  seja obrigatória nos rótulos de alimentos, nem todos compreendem o motivo dessa informação estar ali. A doença celíaca é uma patologia de origem autoimune, sendo  diferente da alergia ao glúten. O mecanismo imunológico da doença celíaca é distinto, assim como o quadro clínico”, explica a vereadora. 

A doença provoca alterações na parede interna do intestino, causando sintomas como diarreia, perda de peso, anemia e até problemas de pele. Ela pode afetar pessoas em qualquer fase da vida. Há alguns anos, era considerada rara e típica de europeus, mas recentemente, o desenvolvimento de exames mais sensíveis permitiu diagnosticá-la, mesmo quando a suspeita clínica é muito pequena.

“Segundo o Ministério da Saúde, a enteropatia por glúten pode surgir em qualquer idade. 60% dos casos ocorrem em adultos, sendo 20% em pacientes com mais de 60 anos. Nas crianças, em geral, a doença se torna aparente quando estes ainda são bebês, logo após as primeiras exposições à dieta com glúten. A maior parte dos pacientes com doença celíaca apresenta uma forma branda da doença, com poucos ou nenhum dos sintomas, fazendo com que os mesmos passem anos ser nem sequer suspeitar que possuem qualquer problema”, completa a Gilda Beatriz, que é vice-presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores.  

Com informações: Ministério da Saúde 

Nenhum comentário: