quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Começa a Semana Municipal de Prevenção ao Câncer Infantil em Petrópolis, RJ



Começou na última terça-feira (22.11) e vai até segunda-feira (28.11), a Semana Municipal de Prevenção ao Câncer Infantil, de acordo com a Lei Municipal 7085/2013, de autoria da vereadora Gilda Beatriz.

“O objetivo é a conscientização acerca da existência do câncer entre crianças e adolescentes, divulgando por meio de ações educativas e preventivas os principais sinais e sintomas da doença ao maior número de pessoas, visto que dentre os casos diagnosticados, muitos são encaminhados aos centros de tratamento com a doença já em estágio avançado”, comenta a autora da Lei. 

Os tipos mais frequentes de câncer na infância são: a leucemia (câncer da medula óssea), os tumores de sistema nervoso central e os linfomas (tumores do sistema linfático). Porém, há outros tipos de câncer nessa faixa etária.

“Criei a essa Lei para orientar e alertar as famílias. Ninguém espera que uma doença como o câncer possa atingir alguém com tão pouco tempo de vida”, comenta. 

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), entre 2016 e 2017, vão ocorrer, por ano, cerca de 12,6 mil novos casos da doença em crianças e adolescentes no Brasil. 

Não há uma causa específica para o câncer infantojuvenil em que se possa atuar prevenindo. 

“Infelizmente, a ciência ainda não identificou fatores de risco para este câncer. Por não existirem exames diagnósticos de triagem (como medida preventiva), os sinais e sintomas são essencialmente importantes para o diagnóstico precoce. Assim sendo, todos que assistem às crianças devem estar atentos a sinais e sintomas”, completa Gilda Beatriz, vice-presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores.  

Conheça algumas formas de apresentação dos tumores da infância de acordo com o Instituto Nacional de Câncer: 

• Nas leucemias, pela invasão da medula óssea por células anormais, a criança se torna mais sujeita a infecções, pode ficar pálida, ter sangramentos e sentir dores ósseas.
• No retinoblastoma, um sinal importante é o chamado "reflexo do olho do gato", embranquecimento da pupila quando exposta à luz. Pode se apresentar, também, através de fotofobia (sensibilidade exagerada à luz) ou estrabismo (olhar vesgo). Geralmente, acomete crianças antes dos 3 anos. Atualmente, a pesquisa desse reflexo pode ser feita desde a fase de recém-nascido.
• Aumento do volume ou surgimento de massa no abdômen pode ser sintoma de tumor de Wilms (que afeta os rins) ou neuroblastoma.
• Tumores sólidos podem se manifestar pela formação de massa, visível ou não, e causar dor nos membros. Esse sintoma é frequente, por exemplo, no osteossarcoma (tumor no osso em crescimento), mais comum em adolescentes.
• Tumor de sistema nervoso central tem como sintomas dores de cabeça, vômitos, alterações motoras, alterações de comportamento e paralisia de nervos.

Mais informações: http://www2.inca.gov.br

Nenhum comentário: