domingo, 17 de julho de 2016

Temperaturas baixas podem causar vasoconstrição e aumento na pressão arterial



O clima frio requer cuidados, não apenas para evitar doenças respiratórias e resfriados, que podem se agravar, mas também por conta do coração. Este alerta é dado pelo cardiologista e especialista em medicina do esporte José Kawazoe Lazzoli, da Clínica Cordiagnose Cardiologia. “É necessário proteger-se do frio, recorrendo a agasalhos em quantidade suficiente, aquecedores e lugares cobertos porque do contrário o corpo vai responder com contrações, vasoconstrição e pressão alta”.

Segundo o profissional, apesar destas informações, não há maiores incidências de doenças cardiovasculares no inverno, além de não haver o desenvolvimento de cardiopatias por conta de características da estação. “O que ocorre é que outros fatores podem precipitar o surgimento de sintomas de uma doença já pré-existente e silenciosa ou o agravamento destes sintomas”.
Neste período do ano, quem mais sofre são os idosos. Pela maior fragilidade, esta camada da população pode facilmente contrair gripes e pneumonia. “É interessante que o idoso consulte o geriatra sobre a vacinação contra a bactéria que causa a pneumonia, já que uma infecção respiratória pode precipitar ou agravar um caso cardiovascular prévio”, explica.

Por isso, a melhor estratégia de prevenção, incluindo aí também os não idosos, é por meio da vacinação contra a gripe influenza, H1N1 e H2N3, que são vírus mais comuns nesta época do ano. Assim, é possível diminuir a incidência de infecções respiratórias, sejam elas virais, mais graves ou bacterianas, evitando também o agravamento de problemas cardíacos já existentes.

Os check-ups anuais também são uma forma de diagnóstico precoce. Em princípio, o exame a ser solicitado vai depender do perfil do paciente, de alguma eventual queixa, sintoma ou alteração no exame clínico. O eletrocardiograma é o mais básico de todos os exames complementares. Após o eletro, os outros exames mais comuns são o ecocardiograma e o teste de esteira.

Já os idosos precisam também se manter protegidos com conforto térmico em casa, investindo em um aquecimento na residência e sair na rua sempre muito bem agasalhado
​s​ para diminuir a predisposição a infecções que podem complicar condições cardiológicas prévias.

Outro ponto importante, principalmente na terceira idade, é que nesta época do ano as pessoas tem menos sede. Sendo assim, os idosos que já costumam se hidratar menos do que deveriam, acabam literalmente esquecendo de beber líquido. “Isto diante de uma infecção respiratória é um dado importante porque ao contrair uma virose leve, um resfriado comum, a principal recomendação é  boa alimentação, repouso e bastante hidratação”, finaliza.

A Cordiagnose Cardiologia fica na Rua do Imperador, 804 - 6º andar, em Petrópolis/RJ.

Nenhum comentário: