sábado, 30 de julho de 2016

Justiça impede transferência de PMs de Petrópolis, RJ, para a Olimpíada



A Justiça determinou nesta quinta-feira (28) que o Estado do Rio de Janeiro não diminua o efetivo de policiais de Petrópolis, na Região Serrana, durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. A decisão, que partiu de uma ação da 2ª Promotoria de Tutela Coletiva de Petrópolis, também determina que o RJ não requisite empréstimo de viaturas, armas e munições. Em caso de descumprimento, a multa é de R$ 3 milhões.

De acordo ação civil pública (ACP) ajuizada na última quarta-feira (27) pelo Ministério Público, já houve a perda de cinco viaturas operacionais de Petrópolis, havendo ainda a expectativa de que aproximadamente 40 policiais lotados no 26º BPM venham a ser convocados nos próximos dias para reforçar a segurança na capital durante a realização dos jogos.

A decisão também determina que o Estado do Rio de Janeiro devolva ao 26º BPM (Petrópolis), no prazo de 24 horas, as cinco viaturas cedidas ao 5º BPM (Praça Mauá), bem como eventuais armamentos, munições e outros itens operacionais.

O MPRJ afirma que a diminuição do efetivo policial em Petrópolis põe em grave risco a segurança das pessoas e da ordem pública, sobretudo diante dos recentes “casos de roubos e furtos em plena luz do dia, no centro histórico de Petrópolis”.

Em nota, a Polícia Militar informou que não tem conhecimento dessa decisão. Em contato telefônico, a assessoria da Secretaria de Estado de Segurança Pública afirmou que o órgão só se pronunciará sobre a decisão após ser notificado oficialmente.

fonte: G1

Nenhum comentário: