Anfitriãs da Tocha Olímpica em Petrópolis recebem uniformes



A secretária de Educação e Esportes, Maria Elisa Badia, recebeu do Ministério dos Esportes e do Ministério da Educação os uniformes das três estudantes que serão os anfitriões da Chama Olímpica em Petrópolis. As roupas já estão no tamanho certo das três adolescentes, que foram escolhidas na Escola Paroquial Bom Jesus, no Dr. Thouzet. Estavam presentes a diretora da escola, Sirlene Marques Pereira, e o consultor do Ministério dos Transportes, Fabrício Arruda, que entregou as vestimentas.

- O acendimento da primeira tocha no município com certeza tem muita representatividade, ainda mais que é uma cidade-celebração, ou seja, a principal cidade do dia, e isso dá muito destaque –, disse Fabrício.

As três alunas são Isabele Aparecida Hammes, Letícia Rafaela da Silva (ambas de 13 anos) e Isabela de Moraes Evangelista (14 anos). As estudantes foram selecionadas por um concurso de redação, com o tema “Rio 2016, Paz e Espírito Olímpico”, e a escola foi escolhida com base no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Foi o colégio que teve o maior crescimento desse índice entre 2007 e 2013: foi de 4,4 para 6,1 nos anos iniciais do ensino fundamental, e de 3,9 a 5,1 nos anos finais. As três vão ser responsáveis por acender a Tocha Olímpica do primeiro condutor, e depois vão percorrer os primeiros 200 metros ao seu lado. A Chama Olímpica chegará à cidade em uma lanterna.

As estudantes deverão estar no local uma hora antes do evento, para receberem as orientações de como manusear a tocha e seguir o protocolo. Fabrício comunicou algumas sugestões do Governo Federal sobre as estudantes. Sugeriu que elas sejam incluídas na celebração final da passagem da Tocha, e que a prefeitura providencie a logística para que elas estejam no local. A secretária concordou. Também foi sugerido que elas usem tênis brancos, para combinar com a cor do uniforme. Elas poderão ajustar o tamanho do calção e da camiseta, se desejarem, mas sem descaracterizar a vestimenta.

Um evento desse ser aberto tomando-se como critério a educação é muito importante e significativo – disse a diretora, Sirlene Marques – Fico muito honrada de poder participar desse momento histórico, e quero destacar que esse é o trabalho de uma equipe, que vem junta crescendo, estudando em parceria com a Secretaria de Educação.

A secretária destacou que essa iniciativa é diferente da maioria, porque privilegia alunos que se destacam:

- Normalmente, as ações são para ajudar as escolas com Ideb mais baixo – disse Elisa Badia - Essa escola tem grande participação na Petrópolis Olímpica, em projetos para sensibilizar, tanto os alunos quanto a sociedade civil de maneira geral acerca da temática da Olimpíada.

Guarda Municipal fará ação com cães para Tocha

A Guarda Civil Municipal faz ação com cães farejadores esta semana na rodoviária do Bingen. Desde segunda até sexta-feira, uma equipe formada por três cães, nove guardas e com apoio da Polícia Militar vão revistar os ônibus que chegam à cidade.

A rodoviária do Bingen recebe cerca de 200 ônibus interurbanos por dia, que serão revistados, no interior e no bagageiro. Os cães conseguem farejar drogas e explosivos, segundo a assessoria de imprensa da prefeitura.

A equipe vem fazendo treinamento com cães farejadores (unidade K-9) há um mês. Eles também reforçarão a segurança na cidade durante a passagem da tocha na sexta (29), atuando nos pontos turísticos.

A prefeitura ainda não definiu o efetivo total da Guarda Civil Municipal que vai atuar na segurança da Tocha Olímpica. A PM terá 90 agentes na cidade.

fonte: Diário de Petrópolis 

Comentários